Campeão pelo Independiente, Tagliafico comemora 'sonho realizado': "Esse grupo merece"

Lateral-esquerdo levantou sua primeira taça após três anos no clube; Independiente empatou com Flamengo no Maracanã e conquistou Copa Sul-Americana

Campeão pelo Independiente, Tagliafico comemora 'sonho realizado': "Esse grupo merece"
Foto: Mauro Pimentel/AFP/Getty Images

Ídolo e capitão do Independiente, Nicolás Tagliafico tem motivos de sobra para comemorar. A conquista da Copa Sul-Americana pelo Rojo, contra Flamengo, nesta quarta-feira, no Maracanã, tem gosto de 'sonho realizado' para o lateral-esquerdo. Após três anos no clube, levantou sua primeira taça internacional e tratou de dividir os méritos da conquista com o elenco.

"Isso é o que sonhei quando cheguei ao Independiente há três anos. Valeu a pena. Esse grupo merece pelo esforço, trabalhando todas as partidas. Mentalizamos seguir adiante. É um feliz prêmio, não tenho palavras. O importante é que de local e visitante, ganhamos em todos os estádios", declarou. 

A conquista do Independiente veio com doses de superação. O Rubro-Negro entrou na partida mais ligado e tendo as melhores oportunidades. Acabou recompensado aos 30 minutos da primeira etapa, com gol de Lucas Paquetá. No entanto, ainda no primeiro tempo, Cuéllar cometeu pênalti infantil sobre Meza e Ezequiel Barco converteu, deixando tudo empatado. 

No segundo tempo, o jogo ficou mais truncado, Barco fez a festa pelo lado esquerdo da defesa e o Flamengo acabou não conseguindo marcar o gol do título. No fim, o empate deu ao Independiente seu segundo título de Copa Sul-Americana.

Histórico

Desde o começo da carreira, Tagliafico foi considerado um lateral moderno, por ter qualidade tanto defendendo, como atacando, o que o levou a estrear no time principal do Banfield, com apenas 17 anos. As boas atuações nos poucos jogos que fez como titular no seu primeiro ano de profissional, fizeram com que ele fosse convocado para as seleções de base da Argentina.

Com a queda do Banfield para a Série B, não houve outra alternativa a não ser emprestar o jovem lateral para o Real Murcia. Por lá, ele teve destaque, ganhando rapidamente a posição de titular, mas acabou por voltar, ajudando o seu clube de origem a voltar para a primeira divisão.

Em 2015, foi contratado pelo Independiente e logo caiu nas graças do torcedor, sendo titular em todos os jogos do Campeonato Argentino, já que, apesar de jogar na defesa, Tagliafico é muito disciplinado. Para se ter uma ideia, desde 2014 ele tem apenas duas expulsões. O fato de ter bom preparo físico também auxilia nisso, já que dificilmente se machuca.

Nas temporadas de 2016 e 2017, Tagliafico conseguiu melhorar ainda mais seu futebol, fazendo com que a torcida peça constantemente a sua convocação para a seleção principal, já que Jorge Sampaoli tem poucas opções de qualidade para a posição, além de ter ganhado a faixa de capitão. Esse desejo foi atendido quando Tagliafico foi convocado para um amistoso contra a Seleção Brasileira, atuando por poucos minutos.