Novo capítulo da rivalidade: Juve visita Fiorentina no retorno de Bernardeschi à Florença

Formado nas categorias de base da Viola, meia-atacante deve enfrentar ambiente hostil no retorno ao Franchi, onde a Juventus busca vencer para pressionar o líder Napoli

Novo capítulo da rivalidade: Juve visita Fiorentina no retorno de Bernardeschi à Florença
Berna vestia a maglia viola na temporada 16-17, quando a Fiore bateu a arquirrival em casa (Foto: Getty Images)
Fiorentina
Juventus
Fiorentina: Sportiello; Milenkovic (Bruno Gaspar), Pezzella, Astori, Biraghi; Badelj, Veretout, Benassi; Chiesa, Gil Dias, Simeone. Técnico: Stefano Pioli
Juventus: Buffon; Lichtsteiner, Benatia, Chiellini, Alex Sandro; Khedira, Pjanic, Marchisio (Bentancur); Bernardeschi, Mandzukic, Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri
ÁRBITRO: Marco Guida, que será auxiliado por Filippo Meli e Filippo Valeriani
INCIDENCIAS: Partida válida pela 24ª rodada da Serie A Tim 2017-18, no Stadio Artemio Franchi, em Florença, Itália; a partida começa às 17h45 (horário de Brasília)

Uma das grandes rivalidades inter-regionais da Itália, terá um novo e acalorado capítulo nesta sexta-feira (9). No Artemio Franchi, Fiorentina Juventus se enfrentam pela 24ª rodada da Serie A em jogo que marcará o retorno de Federico Bernardeschi à sua antiga casa. O ex-camisa 10 da Viola, que chegou ao clube em 2003, aos nove anos, e saiu em 2017 por 40 milhões de euros para o maior rival, agora encontrará uma atmosfera muito adversa no lugar que chamou de casa por 14 anos.

No primeiro turno, a Juventus venceu no Allianz Stadium por 1 a 0, com gol de Mandzukic. Mas, na última visita ao Artemio Franchi, se deu mal: 2 a 1 para a Fiorentina, em janeiro de 2017. No geral, o retrospecto é bem favorável à equipe de Turim: em 159 confrontos na Serie A, foram 77 vitórias da Juve, 32 da Viola e 50 empates.

Em jogo especial, Fiorentina busca consistência

Após duras derrotas no retorno da parada de inverno, a Fiorentina venceu o derby dell'Appennino contra o Bologna por 2 a 1, fora de casa, e quebrou a sequência de quatro derrotas seguidas no Italiano. Com 31 pontos, a Viola ocupa apenas o 11º lugar, cinco pontos atrás da Atalanta, 7ª colocada, que pode ser um posto de Europa League - caso o vencedor da Copa da Itália esteja entre os seis primeiros da Serie A.

A partida contra a Juventus é sempre especial para a Fiorentina, principalmente para a torcida viola. O fator Bernardeschi amplia ainda mais a motivação para o time de Florença buscar a vitória, que pode fazer a equipe subir na tabela e certamente aumentar a confiança para a sequência do campeonato.

Um dos símbolos do clube e da cidade, o atacante Federico Chiesa ressaltou as particularidades deste confronto e também a dificuldade de receber a atual hexacampeã da Serie A.

"Será uma partida complicada, precisaremos ser corajosos na frente e na defesa. A Juventus é um time de nível internacional. Será uma partida complicadíssima para nós. Com certeza daremos 100% por essa cidade e por essa camisa", destacou o italiano de 19 anos.

Para este desafio, o técnico Stefano Pioli não poderá contar com o lateral-direito Laurini, que saiu lesionado no intervalo da última partida. Para o seu lugar, o treinador pode usar o zagueiro Milenkovic ou o português Bruno Gaspar, que é teoricamente o reserva imediato.

Às vésperas da UCL, Juve vai com força máxima

Sem perder desde novembro, a Juventus vive o auge da sua temporada nas últimas semanas. Para confirmar a grande fase, a Vecchia Signora goleou o Sassuolo por 7 a 0 no último domingo (4), e manteve a perseguição ao líder Napoli. Com 59 pontos, a distância para a primeira posição é de apenas um ponto.

Mesmo com compromisso pela Champions League na próxima terça-feira (13), contra o Tottenham, e uma sequência forte de partidas, o técnico Massimiliano Allegri, que completará 200 jogos à frente da Juve, promete que usará força máxima na partida em Florença.

"A partida contra a Fiorentina será complicada. Jogarão os melhores, não há necessidade de descanso. Entramos na parte mais aguda da temporada, com jogos de ida e volta nas copas contra Tottenham e Atalanta. Estamos bem fisicamente e mentalmente, no campeonato faltam 15 partidas e outras tantas. Será muito difícil continuar com essa média de pontos até o fim. Temos que penas em uma partida por vez", afirmou.

Sobre Bernardeschi, o personagem da partida, Allegri destacou que o jogador está preparado física e, principalmente, mentalmente para encarar a pressão no Artemio Franchi.

"Bernardeschi está bem e jogará. Ele também está mentalmente pronto. Ele fez uma escolha profissional, ele não fugiu de Florença. Eles vaiarão ele porque querem colocá-lo em problema, mas ele está tranquilo e eu confio nele. É preciso um jogo sério. Eles sentem a rivalidade, ainda mais depois da vitória do ano passado", avaliou.

Além dos desfalques de longa data - Cuadrado e Höwedes -, Allegri não poderá contar com Dybala, que já vinha sendo reserva constantemente, e Matuidi, que saiu machucado na última partida. Assim, Marchisio pode voltar ao time titular, mas disputa vaga com Bentancur.