Bayern de Munique busca reverter vantagem do Atlético de Madrid em busca da tríplice coroa

Colchoneros venceram primeiro jogo de forma simples e volta a disputar decisão após dois anos com qualquer empate; bávaros querem fechar a temporada com três campeonatos conquistados e repetir feito de 2013

Bayern de Munique busca reverter vantagem do Atlético de Madrid em busca da tríplice coroa
Bayern de Munique
Atlético de Madrid
Bayern de Munique: Manuel Neuer; Lahm, Javi Martínez, Jérôme Boateng e Alaba; Xabi Alonso, Arturo Vidal, Douglas Costa e Ribéry; Thomas Müller e Lewandowski. Técnico: Josep Guardiola.
Atlético de Madrid: Oblak; Juanfran, Giménez, Diego Godín e Filipe Luís; Saúl Ñíguez, Gabi, Augusto Fernández e Koke; Antoine Griezmann e Fernando Torres. Técnico: Diego Simeone.
ÁRBITRO: Cüneyt Çakir (TUR), auxiliado por Çem Satman (TUR) e Tarik Ongum (TUR)
INCIDENCIAS: Partida válida pela segunda semifinal da Uefa Champions League 2015-2016. Duelo realizado na Allianz Arena, em Munique, às 15h45 desta terça-feira (03)

Um duelo que promete ser bastante disputado, tal como ocorreu semana passada. Nesta terça-feira (3), Bayern de Munique e Atlético de Madrid voltam a se enfrentar pelas semifinais da Uefa Champions League. Os 90 minutos restantes do confronto bastante equilibrado será realizado na Allianz Arena, em Munique, às 15h45.

No primeiro duelo, realizado no Estádio Vicente Calderón, os espanhóis venceram por 1 a 0. Com isso, qualquer empate garante os colchoneros na segunda decisão do torneio europeu em três temporadas ou derrota por diferença a partir de 2 a 1. Aos bávaros, restam a vitória com dois ou mais gols de vantagem. Triunfo simples leva a disputa à prorrogação.

Ambas as equipes têm escritas que podem ser quebradas nesta tarde. O Bayern de Munique sofreu apenas duas derrotas em 23 partidas contra clubes espanhóis por torneios interclubes. O Atlético de Madrid acumula sete vitórias consecutivas e não sofre gol há 602 minutos. Os times já decidiram o torneio em 1974. Diferente do regulamento atual, por causa do empate em 1 a 1 no primeiro confronto, houve um novo duelo, o qual os bávaros golearam por 4 a 0.

Guardiola quer se despedir de Munique em jogos pela Uefa Champions League com vaga na final

Por assumir o Manchester City na próxima temporada, o técnico Josep Guardiola disputa o último jogo em Munique pela Uefa Champions League com o Bayern, uma vez que a final será realizada em Milão. O time segue em busca de repetir o feito de três anos anteriores e conquistar a tríplice coroa. A equipe está a um ponto de conquistar um inédito tetracampeonato da Bundesliga, disputa a final da DFB Pokal – a Copa da Alemanha – contra o Borussia Dortmund e espera manter vivo o sonho do hexacampeonato europeu.

Para o duelo desta terça-feira, os desfalques continuam os mesmos das rodadas anteriores. O zagueiro Badstuber está fora da temporada por fraturar o tornozelo, enquanto o meia Arjen Robben sente lesão na virilha e não entram em campo neste jogo decisivo. Com dores nas costas, Ribéry é dúvida, mas deve ser escalado. Por outro lado, a boa notícia fica por conta do retorno do zagueiro Jérôme Boateng. O defensor entrou em campo no último fim de semana e volta a reforçar o sistema defensivo da equipe alemã.

Na coletiva de imprensa obrigatória que antecede o jogo, Pep Guardiola deixou bem claro que espera a classificação e que o time vai lutar por isso. Entretanto, o comandante explicou que o Bayern de Munique não vai entrar em campo com afobação, pois sabe dos recursos do adversário. Além disso, o treinador afirmou que o aprendizado na Alemanha foi muito grande e espera que isso seja posto em evidência nesta semifinal.

“Não devemos pensar em quantos gols temos de marcar. Precisamos pensar primeiro em defender bem e controlar o jogo. Queremos posse de bola e gols. O Atlético de Madrid defende muito bem, mas eles também estão indo bem na frente. É complicado jogar contra uma equipe como eles, porque eles se conhecem muito bem. Será o meu último jogo na Uefa Champions League aqui em Munique e eu sempre fui absoluta e maravilhosamente bem tratado. Na Alemanha joga-se um pouco diferente, e eu tentei adaptar algumas coisas. Eu aprendi muito aqui. Temos conseguido muito durante o meu tempo aqui, mas é sempre muito difícil fazer a final desta competição”, disse Josep Guardiola.

Superar mais um gigante europeu em busca do título inédito

O Atlético de Madrid continua a intensa batalha de figurar entre os mais tradicionais, superar gigantes e conquistar o inédito título da Uefa Champions League, além de evitar a terceira vez que fica com o vice-campeonato. O time segue também na briga acirrada com o Barcelona e o Real Madrid para conquistar mais um título espanhol. O time divide a liderança da Liga com os catalães, mas perdem no saldo de gols. Além da competição nacional, disputar o título inédito da maior competição interclubes do planeta é um grande objetivo da equipe espanhola.

Para o duelo desta terça-feira, o único desfalque é o meia Tiago, que só volta a entrar em campo na próxima rodada por ter fraturado a perna. Com time completo, a torcida espera que o ataque formado por Antoine Griezmann e Fernando Torres faça a diferença e saia com a classificação da Alemanha. Além disso, o fator surpresa pode ser um ponto positivo. No primeiro confronto, Saúl Ñíguez fez uma bela jogada individual e marcou o gol da vitória que dá a vantagem aos colchoneros.

O técnico Diego Simeone afirmou, em entrevista coletiva, que a possibilidade do Atlético de Madrid em disputar a segunda decisão da Uefa Champions League em três temporadas comprova a imprevisibilidade e a maravilha do futebol. Apesar de estar mais próximo da decisão que o adversário, o treinador espera que o time mantenha os pés no chão para seguir no torneio.

“O futebol é um esporte fantástico e há uma variedade de maneiras de jogar, a depender dos jogadores à disposição. Nosso trabalho ao longo dos últimos anos está a pagar dividendos agora. Temos experimentado alguns atletas experientes com alguns novos jogadores e é muito bom trabalhar com eles. Isso é refletido em nossos resultados. Nós estávamos agudos no primeiro jogo e vamos ver como estaremos amanhã, e como o Bayern vai estar. Queremos ganhar, esse é o nosso plano. Queremos jogar bem e desfrutar do nosso sucesso”, afirmou Simeone.