Ex-treinador do Bayer Leverkusen, Sascha Lewandowski é encontrado morto em sua residência

Técnico de 44 anos comandou o Union Berlin nesta temporada e foi encontrado morto em seu apartamento

Ex-treinador do Bayer Leverkusen, Sascha Lewandowski é encontrado morto em sua residência
(Foto: Divulgação/Union Berlin)

Nesta quinta-feira (9), o ex-treinador do Bayer Leverkusen Sascha Lewandowski, de 44 anos, foi encontrado morto em seu apartamento na cidade de Bochum. As causas da morte não foram reveladas pela policia alemã e não houve nenhum tipo de violência. Os agentes de investigação ainda apuram o que realmente aconteceu com o  treinador.

O comandante trabalhou pela última vez no Union Berlin, equipe da 2. Bundesliga. Permaneceu no clube da capital alemã no último mês de março ao alegar problemas psicológicos e excesso de trabalho. Foi substituído por André Hofschneider até o final da temporada. A equipe fez uma boa temporada e terminou a segunda divisão em sexto lugar, com 49 pontos ganhos, mas não brigou em nenhum momento pelo acesso para a Bundesliga da próxima temporada.

Lewandowski trabalhou por muitos anos no Bayer Leverkusen por onde trabalhou de 2007 até 2014 como auxiliar técnico e comandou a equipe no final da temporada 2013/14, quando substituiu naquela ocasião Sami Hyypia. Antes trabalhou nas categorias de base do Bochum entre os anos de 2003 e 2006.

O presidente do Union Berlin, Dirk Zingler, lamentou o ocorrido com o treinador: “Foi uma noticia que me pegou de surpresa, estou muito triste com que aconteceu com o Lewandowski, era um profissional competente e trabalhou conosco recentemente. É uma grande perda e me solidarizo a ele e sua família. O clube também ficou chocado ao saber de seu falecimento”, lamentou.

Outro que falou sobre o falecimento foi o diretor esportivo do Bayer Leverkusen, Rudi Völler: “Não posso acreditar que isso aconteceu com o Sascha e trabalhou por muitos anos conosco, é muito triste perder um colega que esteve no clube. Ele era um profissional dedicado e estava buscando seu espaço como treinador profissional. Meus sentimentos aos seus familiares que estão passando por esse momento triste”, disse.