Alemanha enfrenta Austrália buscando classificação antecipada no futebol feminino

Alemãs buscarão a classificação antecipada contras as australianas em São Paulo

Alemanha enfrenta Austrália buscando classificação antecipada no futebol feminino
Foto: Divulgação/DFB
Alemanha
Austrália
Alemanha: Schult; Bartusiak, Krahn, Maier, Kerschowski, Däbritz, Marozsán, Behringer, Laudehr; Popp, Mittag. Técnica: Silvia Neid
Austrália: Williams; Kennedy, Alleway, Foord, Polkinghorre; Kellond-Knight, Gorry, Kerr, Logarzo; Heyman; Van Egmond. Técnica: Alen Stajcic
ÁRBITRO: Anna-Marie Keighley (Nova Zelândia)
INCIDENCIAS: Partida Válida Pela 2ª rodada dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Estádio: Arena Corinthians/São Paulo (Brasil). Horário: 18h00 (de Brasília).

Neste sábado (6), Alemanha e Austrália se enfrentam pela segunda rodada dos Jogos Olímpicos Rio 2016 na Arena Corinthians, em São Paulo. O jogo é válido pelo Grupo F. As alemãs que golearam na estreia mesmo sem convencer enfrentarão uma seleção que perdeu seu jogo e buscará sua reabilitação enfrentando uma das favoritas ao ouro olímpico.

A árbitra será a neozelandesa Anna-Marie Keighley e o duelo começa às 18h. No ultimo encontro entre as duas seleções em um amistoso realizado em 2010 vitória das alemãs pelo placar de 2 a 1.

Mesmo vencendo sem convencer na estreia, Alemanha busca classificação antecipada

Após golear a seleção do Zimbábue por 6 a 1 mesmo sem convencer a comandante da equipe Silvia Neid deve manter a equipe da primeira partida. As alemãs buscam seu primeiro ouro olímpico em sua história e espera quebrar o tabu desta vez em solo brasileiro. O time será o mesmo com o trio ofensivo que tem Mittag, Popp e Däbritz e buscará o segundo triunfo na competição.

Em coletiva a treinadora alemã espera que suas jogadoras consigam a classificação: “Enfrentaremos um time forte e que perdeu no jogo anterior e não podemos repetir as falhas do jogo passado no qual tivemos. Jogaremos contra uma grande equipe e as australianas mesmo não terem conseguido a vitória mostraram um bom futebol. Elas têm um bom conjunto e estamos focados no que teremos pela frente. A equipe está preparada para o que vier e conseguir mais um triunfo diante de uma grande equipe de futebol”.

Autora de dois gols no ultimo jogo a meio-campista Melaine Behringer espera um jogo mais disputado e confia na sua equipe para conseguir a classificação: “Será um jogo mais disputado e enfrentaremos uma boa equipe, as australianas mudaram sua forma de jogar nos últimos anos e vem crescendo muito. Temos condições de conseguir um bom resultado, mas não será nada fácil enfrentar a equipe delas que vem mordida após uma derrota no primeiro duelo e vai vir com tudo para querer ganhar de nós e o duelo vai ser um dos mais disputados do grupo e que nossa equipe consiga a classificação de forma antecipada para próxima fase”.

Australianas farão o jogo decisivo para manter esperanças de classificação

As Socceroos perderam sua primeira partida contra as canadenses jogando com uma jogadora a mais e mesmo assim não conseguiram marcar e saíram derrotadas. O time treinado por Alen Stajcic buscará a reabilitação enfrentando uma das grandes seleções e que tem tudo para ser a campeã do torneio. Para o jogo deste fim de semana o comandante deverá fazer algumas mudanças para o jogo decisivo só que vai decidir minutos antes da bola rolar.

O treinador falou da expectativa de enfrentar a seleção alemã: “É um adversário poderoso e que tem grandes jogadoras e tem que ser respeitado. A equipe está ciente do grau de dificuldade que vai encontrar neste duelo que é um dos mais decisivos do grupo. O jogo tem tudo para ser movimentado e disputado e quem errar menos sairá como vencedor. A nossa missão não será das mais fáceis e acredito que iremos fazer um jogo melhor e ter mais sorte desta vez. Só que a Alemanha é um time fortíssimo e espero que seja um jogo mais que equilibrado”.

Para a defensora Alanna Kennedy será a vida ou morte para equipe: “A partida se tornou importante e decisiva para nossa equipe e jogaremos a classificação neste duelo dificílimo contra uma seleção poderosa. Se perdemos estaremos quase fora e a única chance será em uma possível classificação no índice técnico, mas não queremos passar por isso e conseguir isso jogando dentro de campo”.