Alemanha: em busca do ouro inédito após reunificação

Germânicos tentam façanha de conquistar medalha de ouro dois anos após Copa do Mundo no mesmo lugar do tetracampeonato mundial, algo nunca ocorrido anteriormente

Alemanha: em busca do ouro inédito após reunificação
(Foto: Bruno Zanardo/Getty Images)

A ferida da derrota por 7 a 1 nas semifinais da Copa do Mundo 2014 não foi fechada e a Seleção Brasileira pode enfrentar a Alemanha mais uma vez em uma decisão. Desta vez, em busca da medalha de ouro inédita. Para chegarem à final, os brasileiros precisam vencer Honduras, enquanto os germânicos têm que superar a Nigéria. E a decisão pode ser histórica para a Nação alemã, uma vez que o ouro não vem há 40 anos.

Embora tenha conquistado o ouro nos Jogos Olímpicos de Montreal 1976, o país ainda não conquistou o prêmio máximo no futebol olímpico após a reunificação, ocorrida em 1989. E, mais uma vez no Brasil, e mais uma vez no Rio de Janeiro, há a oportunidade dos alemães escreverem seu nome na história.

A trajetória alemã começou debaixo de muita dificuldade. Encarar os atuais medalhistas de ouro não foi uma tarefa fácil e o empate em 2 a 2 com o México veio de forma bastante suada. Porém, o duelo contra Fiji serviu para tranquilizar o grupo. Diante da frágil seleção da Oceania, a sonora goleada de 10 a 0 colocou o time com mais esperanças de uma campanha vistosa. Porém, contra a Coreia do Sul, surpreendente novo empate em 3 a 3, o que pôs dúvidas na campanha do time rumo ao ouro.

Embora invicto, a Alemanha mostrou-se instável em alguns momentos, e isso ainda serve como um sinal amarelo para o grupo e para os torcedores, embora tenha dominado Portugal nas quartas de final e goleado por 4 a 0, na melhor atuação da seleção, uma vez que Fiji está em um nível completamente abaixo das equipes de maior tradição que buscam medalha.

Diante da Nigéria, que surpreenderam ao conquistar o ouro em Atlanta 1996 ao vencerem Brasil e Argentina, a Alemanha tenta manter o sonho de conquistar a primeira medalha dourada após sua reunificação. Mais que isso, a oportunidade de conquistar a Olimpíada após vencer o tetracampeonato mundial na categoria profissional, o que nunca ocorreu antes. Vencer a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos no mesmo lugar em um espaço de dois anos não é para qualquer seleção. E a Alemanha pode escrever seu nome na história e perdurar com esses recordes por incontáveis eras.