Pulisic marca no fim e Dortmund empata com Ingolstadt em jogo de seis gols

Equipes ficaram apenas no empate no estádio Audi-Sportpark, em confronto válido pela 8ª rodada da Bundesliga

Pulisic marca no fim e Dortmund empata com Ingolstadt em jogo de seis gols
(Foto: Marc Muller/Getty Images)
Ingolstadt
3 3
Borussia Dortmund
Ingolstadt: Nyland; Hadergjonaj (Morales), Tisserand, Suttner, Roger; Almog Cohen, Gross, Matip, Hartmann; Lukas Hinterseer, Lezcano (Leckie). Técnico: Markus Kauczinski.
Borussia Dortmund: Weidenfeller, Park (Pulisic), Bartra, Dembélé, Aubameyang, Ramos, Kagawa (Passlack), Piszczek, Castro (Gotze), Ginter, Weigl. Técnico: Thomas Tuchel.
Placar: Almog Cohen 6'; Dario Lezcano 24'; Aubameyang 59'; Dario Lezcano 60'; Adrian Ramos 69'; Christian Pulisic 91'.
INCIDENCIAS: Confronto válido pela 8ª rodada da Bundesliga. O duelo foi disputado no Audi-Sportpark (15.445 espectadores), em Ingolstadt.

O Ingolstadt recebeu o Borussia Dortmund no Audi-Sportpark, neste sábado (22), em jogo válido pela oitava rodada da Bundesliga. As equipes empataram em 3 a 3, em confronto que foi extremamente disputado e movimentado, do início ao fim.

Almog Cohen e Dario Lezcano, duas vezes, marcaram para o os donos da casa, enquanto Aubameyang, Adrián Ramos e Christian Pulisic descontaram para o Dortmund. Com o resultado, o Ingolstadt segue na zona de rebaixamento, com apenas dois pontos ganhos. Já o Borussia, caiu para a sexta posição na tabela de classificação, com somados 14 pontos.

O Ingolstadt voltará a jogar na próxima terça-feira (25), onde enfrentará o Eintracht Frankfurt, na Commerzbank-Arena, em Frankfurt, pela segunda rodada da DFB Pokal. No dia seguinte, também pela Copa da Alemanha, o Borussia Dortmund receberá o Union Berlin, no Signal Iduna Park, em Dortmund.

Eficiente, Ingolstadt surpreende a todos

(Foto: AFP/Guenter Schiffmann)
(Foto: AFP/Guenter Schiffmann)

Embora o confronto tenha sido disputado na casa do Ingolstadt, imaginava-se que o Borussia assumiria o controle do jogo, pois teoricamente é uma equipe superior. E foi assim que o duelo começou, com o Dortmund apertando a marcação e atrapalhando a saída de bola adversária, mas tal pressão não durou muito tempo.

O modesto time da Baviera demonstrou que no futebol, a prática – na maioria das vezes – não corresponde às previsões teóricas. Logo aos cinco minutos de jogo, para a surpresa dos cerca de 15 mil torcedores presentes no Audi Sportpark, o Ingolstadt abriu o placar. Em cobrança de falta pela direita, Suttner levantou na área e o meio campista Almog Cohen apareceu livre de marcação no meio da defesa do Dortmund e completou para o fundo das redes.  

Naturalmente, visando uma resposta rápida, o Borussia cresceu na partida e tentou ameaçar a equipe da casa, mas o Ingolstadt não se intimidou e conseguiu trabalhar bem a bola, segurando-se no campo de ataque. Ainda assim, o Dortmund estatisticamente tinha mais posse de bola, o que não necessariamente significa que os aurinegros possuíam mais volume de jogo.

O jogo era movimentado e muito disputado, mas ainda com poucas chances claras de gol, até que aos 23 minutos, a presença do Ingolstadt na intermediária adversária foi novamente convertida em gol. Suttner novamente cobrou falta pela direita e em jogada muito parecida com a do primeiro gol, na área, o paraguaio Dario Lezcano desviou de cabeça para ampliar o placar.

Com 2 a 0 no marcador, o Ingolstadt recuou e consequentemente cedeu espaço aos visitantes, mas continuou apostando nos contragolpes e assustando o Dortmund. Os aurinegros eram até superiores no número de finalizações, mas os donos da casa foram mais eficientes, muito em função da desorganização do sistema defensivo do Borussia. Contudo, as equipes foram para o vestiário, após um primeiro tempo movimentado do início ao fim.

Dortmund empata no apagar das luzes

(Foto: Marc Muller/Getty Images)
(Foto: Marc Muller/Getty Images)

Na volta das equipes para a etapa complementar, o comandante do Borussia Dortmund promoveu mudanças na equipe. Thomas Tuchel optou por substituir o lateral esquerdo Park pelo meio campista Christian Pulisic, alterando também a formação da equipe, que passou a atuar com três defensores. Já o Ingolstadt retornou com os mesmos atletas, mas com uma postura extremamente defensiva, visando segurar o resultado e explorar os erros dos aurinegros.

Os primeiros 10 minutos da segunda etapa foram de muita pressão do Dortmund sobre o Ingolstadt, que se fechou na intermediária defensiva. Sendo assim, o gol dos aurinegros amadurecia, uma vez que a equipe passou a explorar o jogo aéreo. Tuchel promoveu nova mudança, substituindo Castro por Gotze, que mal entrou em campo e já viu Aubameyang diminuir o placar.

Aos 13 minutos, após jogada confusa no campo de ataque,  a bola sobrou para Dembélé na esquerda. O atacante levantou a bola na área e serviu o companheiro Pierre-Emerick Aubameyang, que subiu sozinho e cabeceou no canto, sem chances para o goleiro Nyland. No entanto, não houve tempo para a muralha amarela comemorar.

No minuto seguinte, já na saída de bola, rapidamente Florent Hadergjonaj foi lançado na ponta direita. O defensor cruzou rasteiro para a grande área e encontrou Dario Lezcano novamente, que chutou de primeira e marcou o terceiro gol do Ingolstadt. O confronto seguiu movimento, aberto e imprevisível.

Apesar da resposta rápida do Ingolstadt, o Borussia seguiu em busca do empate e também de uma suposta virada. A pressão aurinegra foi novamente convertida em gol, aos 25 minutos, após bela jogada individual de Pulisic, pela direita. A bola sobrou para o colombiano Adrián Ramos na entrada da área, que de primeira finalizou para o fundo gol.

O duelo tático continuou, no Ingolstadt saiu Lezcano para a entrada de Leckie, enquanto no Dortmund, Kagawa cedeu lugar para Passlack. O Borussia continuou pressionando os donos da casa e no sufoco, buscaram do gol de empate. Já nos acréscimos, novamente em bola levantada na grande área, Passlack cabeceou e o goleiro Nyland defendeu no primeiro momento, mas a bola sobrou para Christian Pulisic, que completou no rebote e deu números finais a partida.