Bayern de Munique empata com Hoffenheim e tropeça novamente em casa

Na Allianz Arena, equipes ficaram no 1 a 1, em jogo válido pela décima rodada da Bundesliga

Bayern de Munique empata com Hoffenheim e tropeça novamente em casa
Foto: Anadolu Agency/Getty Images
Bayern de Munique
1 1
Hoffenheim
Bayern de Munique: Neuer - Rafinha, Boateng (Alaba 82), Hummels, Bernat - Thiago, Alonso, Vidal (Müller 69) - Robben (Coman 78), Lewandowski, Costa. TÉCNICO: CARLO ANCELOTTI.
Hoffenheim: Baumann - Süle, Vogt, Hübner (Bicakcic 46) - Rudy - Kaderábek, Amiri (Rupp 57), Demirbay, Zuber - Wagner, Kramaric (Vargas 71). TÉCNICO: JULIAN NAGELSMANN.
Placar: 0-1 Demirbay (16); 1-1 Zuber (34, CONTRA).
ÁRBITRO: Markus Schmidt (Stuttgart). Cartões amarelos: Rudy (56), Bicakcic (90).
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 10ª RODADA DA BUNDESLIGA. 75 mil TORCEDORES ESTIVERAM PRESENTES NA ALLIANZ ARENA.

Pela décima rodada da Bundesliga, o Bayern de Munique recebeu o Hoffenheim neste sábado (5), na Allianz Arena, em Munique. Antes do pontapé inicial, o favoritismo estava totalmente sobre os donos da casa, muito em função do retrospecto de confrontos, mas as equipes empataram em 1 a 1 e desta vez, a hegemonia bávara não foi confirmada.

Logo aos 15 minutos, Kerem Demirbay abriu o placar para o os visitantes, mas o time de Munique foi em busca do empate e aos 33, Steven Zuber tentou cortar e acabou marcando contra a própria meta. Com o resultado, o Bayern segue na liderança da Bundesliga, com 24 pontos, enquanto o Hoffenheim, somou 20 pontos e assumiu a terceira posição na tabela de classificação.

Agora, devido a paralisação das competições em função da data Fifa, ambas equipes ficarão duas semanas sem jogar. O próximo compromisso do Bayern de Munique será no sábado (19), diante do Borussia Dortmund, pela 11ª rodada da Bundesliga.  O superclássico será disputado no Signal Iduna Park, em Durtmund. Já o Hoffenheim receberá o Hamburgo, atual lanterna da competição. O duelo será no domingo (20), na Rhein-Neckar-Arena, em Hoffenheim.

Hoffenheim surpreende equipe bávara

De um lado, o temido tetracampeão alemão, Bayern de Munique. Do outro, o modesto Hoffenheim que vive um bom momento de ascensão na Bundesliga. Embora o retrospecto de confrontos fosse totalmente favorável aos bávaros, o time comandado por Julian Nagelsmann apresentou uma proposta de jogo interessante na Allianz Arena.

Ao contrário de muitas equipes que enfrentam o Bayern em seu território, o Hoffenheim se impôs no jogo e demonstrou certa ousadia, jogando de igual pra igual. Além disso, a equipe entrou em campo muito compacta e organizada defensivamente. Sendo assim, logo aos 15 minutos, os visitantes surpreenderam os cerca de 75 mil presentes no estádio.

Em contra ataque rápido, o meio campista Nadiem Amiri recebeu belo passe pela esquerda e percebeu a infiltração do companheiro, o também meio campista Kerem Demirbay, que chutou de primeira e acertou o ângulo do arqueiro Manuel Neuer, para abrir o placar. No entanto, os bávaros não sentiram o golpe e mantiveram-se tranquilos para buscarem o empate.

Com mais de 60% da posse de bola, o Bayern criava boas jogadas e consequentemente, o gol amadurecia. Aos 33 minutos, Robben avançou em velocidade e deixou os marcadores para trás, passou a bola para Douglas Costa na esquerda, que cruzou rasteiro na direção da pequena área. No caminho, o meio campista do Hoffenheim, Steven Zuber, tentou fazer o corte e desviou para o fundo da própria meta. Contudo, as equipes foram para os vestiários com tudo igual no placar.

Bayern segue sem perder para o Hoffenheim

Na etapa complementar, o Bayern voltou sem alterações, enquanto Julian Nagelsmann promoveu mudanças no Hoffenheim. O defensor Benjamin Hübner ficou no vestiário, cedendo lugar para o também defensor, Ermin Bicakcic. Taticamente nada mudou, porém, os bávaros retornaram pressionando ainda mais os visitantes.

O time comandado por Carlo Ancelotti dominava as ações, mas se tratando de finalizações, não mostrava-se eficiente. Além disso, o jogo ficou muito disputado e Hoffenheim não dosava na marcação, chegando a cometer 19 faltas com decorridos 60 minutos de jogo, enquanto o Bayern havia feito apenas três.

O duelo tático continuou. No Hoffenheim, Nadiem Amiri saiu para a entrada de Lukas Rupp e posteriormente, Andrej Kramarić cedeu espaço para Eduardo Vargas. No Bayern, o treinador italiano substituiu Arturo Vidal por Thomas Müller e Arjen Robben por Kingsley Coman. No entanto, nenhuma alteração efetivamente surtiu efeito.

Nos minutos finais o confronto ficou ainda mais aberto, uma vez que o Bayern exercia extrema pressão sobre o Hoffenheim, que reconhecendo as limitações, aguardava a oportunidade e tentava explorar o erro dos donos da casa.  Os bávaros ainda tiveram chances claras no fim, com Mats Hummels e Thomas Müller parando na trave, para a sorte do goleiro Oliver Baumann. Por fim, o árbitro Markus Schmidt apitou pela última vez e deu números finais a partida.