Alex Meier sai do banco, marca e Frankfurt vira sobre o Werder Bremen fora de casa

Entrada de Meier foi decisiva para a equipe visitante, que dominou a etapa final e virou o confronto

Alex Meier sai do banco, marca e Frankfurt vira sobre o Werder Bremen fora de casa
Foto: Reprodução/Bundesliga
Werder Bremen
1 2
Eintracht Frankfurt
Werder Bremen: Wiedwald, Gebre Selassie, Veljkovic, Moisander, S.Garcia, Grillitsch (Bargfrede, min. 72), Fritz, Junuzovic, Gnabry (Bartels, min. 76), Kruse, Pizarro (Thy, min. 83). Técnico: Nouri
Eintracht Frankfurt: Hradecky, Chandler, Abraham, Vallejo, Oczipka, Mascarell, Hasebe, Gacinovic (Barkok, min. 74), Huszti (Meier, min. 46), Hrgota (Rébic, min. 84), Fabian. Técnico: Kovac
Placar: 1 - 0, min. 38, Grillitsch, 1 - 1, min. 52, Meier. 1 - 2, min. 89, Barkok
ÁRBITRO: Robert Kampka (ALE). Cartões Amarelos: Mascarell (min. 24), Vallejo (min. 62), Gnabry (min. 73)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 11ª rodada da Bundesliga, disputado no Weser-Stadion, em Bremen, na Alemanha. Público presente: 39.261 torcedores

No jogo de fechamento da 11ª rodada da Bundesliga, Werder Bremen e Eintracht Frankfurt se enfrentaram no Weser-Stadion, em Bremen. Os papagaios, que ocupam a parte inferior da tabela, receberam os águias, que vem fazendo uma temporada consistente.

Robert Kampka foi o árbitro da partida, que terminou com vitória dos visitantes por 2 a 1. O gol dos Die Grün-Weißen foi marcado por Grillitsch, enquanto Alexander Meier e Barkok marcaram para os Die Adler.

Bremen aproveita chance e sai em vantagem na etapa inicial

O Werder Bremen, pressionado por sua colocação na tabela de classificação, recebeu o Eintracht Frankfurt, em um jogo que começou de forma franca, com chance dos dois lados, com Kruse para os mandantes e Fabián para os visitantes, mas os arqueiros fizeram boas intervenções, impedindo os atacantes de inaugurarem o marcador.

Essas chances resumiram a primeira meia hora de partida. O equilíbrio e respeito de ambas as partes fizeram com que a partida permanecesse limitada apenas a briga pela posse de bola na faixa central, sem momentos de criatividade das equipes. O Frankfurt ainda conseguiu chegar com perigo aos 29’, com Fabián, que dentro da área, finalizou firme para o gol, mas a defesa dos papagaios afastaram o perigo.

A resposta do Werder veio com o jovem Serge Gnabry, que tirou do zagueiro e executou uma bela finalização, passando próximo do travessão de Hradecky. Dois minutos depois Max Kruse teve boa chance para fazer o gol, mas cabeceou para fora, sem marcação. Na terceira chance o Bremen não desperdiçou: Grillitsch recebeu lançamento e livre, dentro da área, finalizou bem para abrir o marcador no Weser-Stadion e garantir a vantagem da equipe na etapa inicial.

Frankfurt melhora, fica perto da vitória, mas para em Wiedwald

O Frankfurt voltou para a etapa complementar com o objetivo de mudar o panorama do jogo e graças ao goleador Alex Meier, que entrou após o intervalo, chegou ao gol de empate, em um lance de puro oportunismo do atacante dos The Eagles. No lance seguinte o Werder já teve  a chance de voltar a frente do placar, mas Kruse foi bloqueado pela defesa adversária.

Meier quase virou a partida em duas oportunidades, mas o arqueiro Wiedwald fez duas excelentes defesas, salvando o Bremen, que voltou muito aquém para a segunda etapa. Eis que aos 89', Barkok, em uma finalização de rara felicidade de fora da área marcou um belíssimo gol para o Frankfurt, virando a partida e sacramentando o triunfo dos visitantes.

Hoffenheim tropeça diante do Hamburgo

Com a pior campanha da Bundesliga e única equipe sem vitórias no campeonato, o Hamburgo tinha uma difícil missão contra o Hoffenheim, fora de casa, e a equipe mostrou estar disposta a mudar o seu rumo na competição, jogando de forma mais organizada. Não dominou a posse de bola, mas teve nos contra-ataques suas melhores chances, até que Kostic, em grande jogada individual, fez um belo gol para os visitantes. Porém a má fase vivida pelo Hamburgo não estava próxima do fim e no último minuto do primeiro tempo os mandantes empataram com Sandro Wagner, após falha da marcação adversária no escanteio.

A etapa complementar foi tão eletrizante quanto a primeira e logo nos minutos iniciais Zuber virou para os donos da casa, no entanto o Hamburgo não se desesperou e rapidamente chegou ao empate com o sempre decisivo Nico Müller, que aproveitou falha da zaga adversária para igualar o marcador. Sandro Wagner teve, aos 90+1’ a chance de marcar o gol da vitória, mas o atacante perdeu uma oportunidade inacreditável.