Borussia Mönchengladbach defende histórica supremacia diante do Colônia no Rhinederby

Potros têm ampla vantagem em relação aos Bodes, maiores rivais; dérbi marca estreia dos times na Bundesliga 2017/18

Borussia Mönchengladbach defende histórica supremacia diante do Colônia no Rhinederby
Foto: Divulgação/Bundesliga
Borussia M'Gladbach
Colônia
Borussia M'Gladbach: Sommer - Elvedi, Ginter, Vestergaard, Wendt - Kramer, Zakaria - Traore, Hazard - Stindl, Raffael. Técnico: Hecking
Colônia: Horn, Klünter, Sörensen, Heintz, Rausch - Lehmann, Hector - Risse, Bittencourt - Jojic - Cordoba. Técnico: Stöger
ÁRBITRO: Deniz Aytekin
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 1ª rodada da Bundesliga, a ser disputado no Borussia-Park, em Mönchengladbach

Não, não há um time na história que o Borussia Mönchengladbach tenha derrotado tanto quanto o seu maior arquirrival, o Colônia. Os dois voltam a se enfrentar nesse domingo (20) às 13h no Borussia-Park, em Mönchengladbach, na primeira rodada da Bundesliga.

Contabilizando-se apenas jogos da Bundesliga, são 86 confrontos no total, com 47 vitórias dos Potros, 23 do Colónia e 16 empates, demonstrando toda a superioridade dos Foals em relação ao seu maior rival – inclusive travaram grandes disputas na década de 70, quando ambos os clubes disputavam o título nacional. Na campanha passada, no entanto, os bodes conseguiram derrotar o Gladbach no Borussia-Park, após uma finalização de rara felicidade no último lance da partida. Em contrapartida, os Potros devolveram o triunfo no returno, em uma partida eletrizante vencida por 3 a 2.

Hecking demonstra confiança em disputa acirrada pela titularidade

Consciente da importância desse confronto, o treinador Dieter Hecking falou a respeito do Rhinederby em coletiva: “Iniciar a campanha com um derby dá um frisson maior. Trabalhamos duro e estamos prontos. O Köln teve um bom desenvolvimento recente, trabalhando muito bem como time. São adversários traiçoeiros”, disse o comandante, que ainda analisou as alternativas do elenco: “Fabian Johnson não treinou e ainda é incerto se estará disponível para o jogo. Já o Bobadilla, baseado no treino de jogo, parece estar pronto para jogar. Todos os jogadores estão em um bom nível, o que torna tudo muito difícil. Eu tenho que dizer a alguns jogadores que eles não estarão entre os relacionados”, finalizou.

Após uma temporada aquém das expectativas – sem competições europeias, o Gladbach inicia a nova campanha com a expectativa de retornar, no mínimo, a Europa League. O clube visou se reforçar depois de perdas importantes como as saídas de Christensen e Mahmoud Dahoud, com a contratação de Matthias Ginter, por exemplo. Para a vaga de Mo, o jovem Denis Zakaria foi contratado, mas ainda precisará de um tempo de adaptação. Caso seja necessário, Hecking tem o talentoso László Bénes, destaque positivo na reta final da temporada passada.

Peter Stöger afirma: “É hora de dar início”

O comandante do Colônia também demonstrou enorme expectativa em relação ao início da Bundesliga, sobretudo por se tratar de um clássico de tamanha importância como o Rhinederby: “É hora de finalmente dar início a essa temporada com uma partida importante. Borussia tem um bom time. Bons jogadores saíram, mas eles reforçaram muito bem o elenco. Sobre Bobadilla, não creio que ele será titular, mas é um jogador que oferece outras opções. Robusto, bom jogador”, disse o técnico dos bodes.

Destaque na temporada passada pelo gol espetacular anotado no último minuto em triunfo em pleno Borussia-Park, Marcel Risse deverá ser desfalque certo no Colônia, ao menos de acordo com as perspectivas de Stöger: “Tenho quase certeza que não forçaremos uma participação de Risse nessa partida, no entanto não significa que não tenho a intenção de utilizá-lo”, completou o treinador.

O Colônia contará com aproximadamente 5.500 torcedores no Borussia-Park para impulsionar a equipe a uma vitória em sua estreia na competição.