Na primeira partida apitada por uma árbitra, Hertha Berlin cede empate ao Werder Bremen

Bibiana Steinhaus foi juíza principal do confronto no Estádio Olímpico de Berlim; Leckie e Delaney balançaram as redes

Na primeira partida apitada por uma árbitra, Hertha Berlin cede empate ao Werder Bremen
Australiano Leckie balança as redes do Bremen (Foto: City-Press via Getty Images)
Hertha Berlin
1 1
Werder Bremen
Hertha Berlin: Jarstein; Weiser, Langkamp, Rekik, Plattenhardt; Leckie, Darida (Stocker), Skjelbred, Stark, Leckie, Esswein (Kalou); Ibisevic.
Werder Bremen: Pavlenka; Bauer, Sané, Veljkovic; Selassie, Kainz, Eggestein (Gondorf), Delaney, Augustinsson; Bartels (Belfodil), Kruse.
Placar: 1-0, min. 38, Leckie. 1-1, min. 59, Delaney.
ÁRBITRO: Bibiana Steinhaus

O confronto entre Hertha Berlin e Werder Bremen, válido pela terceira rodada da Bundesliga, ocorrido neste domingo (10), no Estádio Olímpico de Berlim, foi um marco histórico para o futebol alemão. Pela primeira vez, houve uma árbitra principal tomando as rédeas da partida: a alemã Bibiana Steinhaus, de 38 anos.

+ Primeira árbitra na história da Bundesliga, Bibiana Steinhaus faz sua estreia nesta rodada

Dentro das quatro linhas, os dois times empataram em 1 a 1. Com o ponto conquistado, o Hertha subiu para a oitava colocação na tabela. Já o Bremen foi para a 16ª posição, ainda dentro da zona de rebaixamento.

Steinhaus conversa com os jogadores do Werder Bremen (Foto: City-Press via Getty Images)
Steinhaus conversa com os jogadores do Werder Bremen (Foto: City-Press via Getty Images)

Bremen domina o primeiro tempo, mas Leckie abre o placar no final

Logo aos três minutos, a equipe visitante assustou com a chegada do camisa sete, Florian Kainz, após bom cruzamento do veterano Fin Bartels. Reagindo após o susto, o time da capital passou a controlar a partida, com uma maior posse de bola. Na bola parada, parou no goleiro Pavlenka depois da cabeçada certeira de Niklas Stark.

Apesar do domínio no meio campo, o clube da casa pecava no último passe, sem conseguir finalizar perigosamente. Aproveitando os contra-ataques, o Bremen era mais efetivo: aos 23, Bartels fez ótima jogada individual e finalizou com perigo para a defesa de Jarstein. Ganhando confiança, a equipe do Norte passou a dominar.

Porém, aos 38, depois de vacilo na saída de bola do zagueiro Robert Bauer, Ibisevic roubou a bola para servir o australiano Mathew Leckie que fuzilou para fazer seu terceiro gol no campeonato e abrir o placar a favor dos donos da casa. Com a vantagem, a "Velha Senhora" recuperou o domínio da partida.

Leckie dsputa bola com defensor/ Foto: Hertha BSC/ Divulgação
Leckie dsputa bola com defensor (Foto: Divulgação/Hertha BSC)

Visitantes empatam no início e Pavlenka segura o empate

O Hertha voltou melhor no segundo tempo. Entretanto, aos 59, quando o time da casa estava mais próximo de ampliar, em um lance isolado, o camisa 10 Max Kruse cruzou e, com extrema habilidade, Thomas Delaney dominou, aplicou um chapéu em Langkamp e com um chute perfeito, empatou.

Em busca da vitória, o time de Berlim lançou-se ao ataque. Aproveitando os espaços deixados, o Werder chegava na meta adversária em rápidos contra-ataques: aos 63, Bartels ficou cara-a-cara com Jarstein, mas acabou finalizando em cima do arqueiro.

Delaney domina a bola/ Foto: Bundesliga/ Divulgação
Delaney domina a bola (Foto: Divulgação/Bundesliga)

Tornando a equipe mais ofensiva, Pál Dárdai promoveu a entrada de dois atacantes: Salomon Kalou e Valentin Stocker. Minutos depois, na bola parada, Pavlenka fez uma grande defesa, impedindo que Stocker balançasse as redes. No final, o clube da capital ainda teve duas chances com o sérvio Vedad Ibisevic, mas parou na grande atuação do goleiro do Bremen.