Peter Bosz fica desapontado com a atuação do Dortmund: "Os gols que concedemos foram fáceis"

Aurinegros perderam na estreia da Champions League numa partida em que tinham maior posse de bola, além de serem prejudicados pelas decisões do árbitro.

Peter Bosz fica desapontado com a atuação do Dortmund: "Os gols que concedemos foram fáceis"
O técnico Peter Bosz acredita que foram melhores no primeiro tempo (Foto: Getty Images)

A estreia com derrota marcou o dia do Borussia Dortmund na Champions League 2017/2018, nesta quarta-feira (13), em Wembley. Os aurinegros amargaram com o placar de 3 a 1 para o Tottenham numa partida onde tinham maior posse de bola e houve muitas reclamações sobre a arbitragem.

Ao comentarem sobre o jogo, o técnico Peter Bosz e os jogadores Christian Pulisic e Ömer Toprak concordaram que o Dortmund foi superior no primeiro tempo da partida, mas que a cada gol sofrido e decisão equivocada do juiz foi ficando cada vez mais distante obter um melhor resultado.

“Estou desapontado porque podíamos mais hoje. Sobretudo no primeiro tempo jogamos bem, mas não prestamos atenção duas vezes. As equipes normalmente jogam da mesma forma, o que significa que querem avançar e construir a jogada no campo adversário. Nós fizemos muito bem. Fizemos bastante pressão, mas a defesa deve estar bem organizada. Esse não foi o caso no primeiro gol. Os gols que concedemos foram muito fáceis”, afirmou o treinador holandês que chegou no ano passado com o Ajax na final da Europa League.

Mesmo insatisfeito com a derrota fora de casa, o técnico avaliou positivamente o desempenho aurinegro na partida levando em consideração a pressão exercida pelo time jogando fora de casa, terminando a partida com 63% de posse de bola.

“Normalmente o Tottenham joga com muita pressão e é muito forte. Mas nossa pressão foi tão grande que eles tiveram problemas com isso. Hoje, nós controlamos o jogo”, ressaltou.

O treinador se mostrou ciente da situação difícil da equipe no Grupo H principalmente depois de perder logo na primeira rodada e tendo em vista que a próxima partida será contra o atual campeão Real Madrid, no dia 26 de setembro, em Dortmund. Bosz foi questionado sobre o futuro do time na competição, a briga direta contra o Spurs para avançar em relação a derrota neste jogo: "É sempre importante ganhar o primeiro jogo. Mas ainda assim tudo está aberto, foi apenas um jogo. Eles ainda precisam vir a Dortmund".

Para os jogadores, os erros de arbitragem influenciaram bastante no rumo da partida, mostrando a necessidade de se utilizar o assistente de vídeo, VAR, na competição. Pulisic comentou sobre o polêmico gol anulado de Aubameyang ainda na primeira etapa: “Tivemos a chance de ter marcado outro gol no primeiro tempo, infelizmente não fizemos. Fizemos um gol que foi anulado, então o adversário marcou e tornou o jogo completamente diferente. Queríamos ganhar contra o Tottenham, é claro. Agora no jogo em casa é ainda mais importante, nós precisamos vencê-los”.

Toprak foi ainda mais categórico no questionamento da decisão do juiz em invalidar o gol que daria o empate ao BVB no momento em que o time mais crescia: "No primeiro tempo tínhamos o Tottenham sob controle. No segundo tempo, eles foram iguais ou ligeiramente melhores. Mas as ruins decisões do árbitro tornaram a partida difícil afetando o jogo”, afirmou o zagueiro.

Agora o Dortmund volta suas atenções para a Bundesliga. No próximo domingo (17), os aurinegros enfrentam o Colônia às 13h (horário de Brasília), no Signal Iduna Park. A próxima partida pela Champions League só acontece no final do mês, dia 26, onde os alemães enfrentarão o Real Madrid, dentro de casa.