Aubameyang dá show, Dortmund não toma conhecimento e massacra Borussia M'Gladbach

Aurinegros retomaram o topo da Bundesliga com um triunfo avassalador diante dos Potros

Aubameyang dá show, Dortmund não toma conhecimento e massacra Borussia M'Gladbach
Foto: Lars Baron/Bongarts/Getty Images
Borussia Dortmund
6 1
Gladbach
Borussia Dortmund: Bürki, Piszczek (Zagadou, min. 70), Sokratis (Bartra, min. 83), Toprak, Toljan, Weigl, Dahoud, Pulisic (Kagawa, min. 64), Götze, Philipp, Aubameyang. Técnico: Bosz.
Gladbach: Sippel, Elvedi, Ginter, Vestergaard, Wendt, Zakaria, Kramer (Hofmann, min. 72), Johnson (Herrmann, min. 72), Stindl, Hazard, Raffael (Cuisance, min. 61). Técnico: Dieter Hecking.
Placar: 1 - 0, min. 28, Philipp. 2 - 0, min. 38, Philipp. 3 - 0, min. 45, Aubameyang. 4 - 0, min. 48, Aubameyang. 5 - 0, min. 62, Aubameyamg. 5 - 1, min. 66, Stindl. 6 - 1, min. 79, Weigl.
ÁRBITRO: Manuel Gräfe. Cartões Amarelos: Elvedi (min. 58).
INCIDENCIAS: Jogo válido pela sexta rodada da Bundesliga, realizado no Signal Iduna Park, em Dortmund, Alemanha.

O Borussia Dortmund atropelou o Borussia Mönchengladbach, neste sábado (23), no Signal Iduna Park, em jogo válido pela sexta rodada da Bundesliga. Com três gols de Aubameyang e dois de Philipp, os aurinegros golearam os potros por 5 a 1. Lars Stindl anotou o tento de honra dos visitantes.

O triunfou garantiu a permanência do Dortmund no topo da Bundesliga, com 16 pontos, enquanto o Gladbach figura em nono lugar, com oito pontos.

Após o resultado vexatório, o Gladbach terá chance de se redimir perante sua torcida diante do Hannover na próxima rodada, no sábado (30), enquanto o Dortmund, empolgado pela boa campanha, desafia o Augsburg fora de casa, no mesmo dia. Antes disso os Aurinegros tem compromisso pela Uefa Champions League na terça-feira contra o Real Madrid, também no Signal Iduna Park.

Philipp comanda o Dortmund na primeira etapa

Atuando diante de sua torcida e ainda invicto no campeonato, o Borussia Dortmund iniciou o confronto com sua intensidade habitual de jogo, pressionando o Borussia Mönchengladbach, que conseguiu manter uma boa postura defensiva nos primeiros minutos de partida. No entanto, como de costume, a defesa dos Potros inicou sua série de falhas – essencialmente com o dinamarquês Jannik Vestergaard, totalmente perdido na marcação.

Os Aurinegros abriram o placar após uma bola em profundidade para Aubameyang nas costas do defensor dinamarquês, o atacante gabonês cruzou para Phillip completar para as redes. Poucos minutos depois, o time da casa ampliou a vantagem novamente com Max Philipp, dessa vez aproveitando assistência de Toljan após bom passe de Dahoud.

Acuado, o Gladbach teve grande oportunidade de diminuir com Lars Stindl, após passe de Raffael, mas o capitão dos Foals praticamente recuou a bola para o goleiro Bürki. Em outro lance de perigo, Thorgan Hazard abusou de sua habilidade técnica para cortar dois defensores, mas acabou finalização em cima do goleiro suíço e posteriormente mandando o rebote para fora.

Os Aurinegros ainda conseguiram ampliar a vantagem no último lance da etapa inicial, depois de mais uma bola de profundidade nas costas de Vestergaard, Phillip foi garçom e serviu Auba, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Três vira, seis acaba

Sem diminui o ritmo, o Dortmund marcou logo no início da etapa complementar através de Aubameyang, aproveitando espaço deixado por Kramer em cobrança de falta. O gabonês ainda chegaria ao seu hat-trick após mais uma falha clamorosa de Vestergaard, que errou na saída de bola e permitiu jogada em velocidade do atacante dos Aurinegros.

Único jogador lúcido pelo lado dos Potros, Thorgan Hazard executou outra excepcional jogada individual e dessa vez, ao invés de finalizar, ele serviu com maestria para Lars Stindl complementar para o gol e diminui o vexame do Gladbach.

Com o triunfo constituído e uma goleada consolidada, o Borussia Dortmund passou a administrar a posse de bola e parecia satisfeito com o resultado de até então, no entanto, após uma contribuição de Jonas Hofmann, o meio-campista Julian Weigl acertou um chute de rara felicidade no ângulo de Tobias Sippel, aumentando o calvário dos Potros no Signal Iduna Park.

Na parte final do confronto o Dortmund teve misericórdia do Gladbach e apenas controlou a posse de bola.

Alemanha