Aubameyang perde pênalti, mas Dortmund supera Augsburg e se mantém na liderança

Gabonês não faz boa partida, mas é salvo por boas atuações de Bürki e Yarmolenko, que garantem boa campanha e liderança do Borussia Dortmund

Aubameyang perde pênalti, mas Dortmund supera Augsburg e se mantém na liderança
Foto: Adam Pretty/Borussia Dortmund
Augsburg
1 2
Borussia Dortmund
Augsburg: Hitz; Opare, Gouweleeuw, Hinteregger, Max; Baier, Rani Khedira (Ja-Cheol Koo); Heller (Thommy), Gregoritsch (Córdova), Caiuby; Finnbogason. Técnico: Manuel Baum
Borussia Dortmund: Bürki; Piszczek, Sokratis, Bartra, Toljan; Weigl, Dahoud (Castro), Kagawa (Töprak); Yarmolenko (Philipp), Aubameyang, Pulisic. Técnico: Petr Bosz
Placar: 0-1, min. 4, Yarmolenko; 1-1, min. 11, Caiuby; 1-2, min. 23, Kagawa.
INCIDENCIAS: Partida entre Aubsgurg e Borussia Dortmund, válida pela Bundesliga, na SGL Arena.

Página virada: após uma derrota na Uefa Champions League para o Real Madrid na última terça-feira (26), o Borussia Dortmund retornou à Bundesliga nesse sábado (30) e, mais uma vez, não decepcionou: em uma partida complicada, superou o Augsburg, que briga na parte de cima da tabela, na SGL Arena por 2 a 1. Os gols foram marcados por Yarmolenko e Kagawa; o brasileiro Caiuby marcou para a equipe mandante.

Com esse resultado, o Borussia continua a sua campanha quase perfeita e, cada vez mais, se confirma como um dos pretendentes ao título da Bundesliga. Agora, são seis vitórias e um empate em sete partidas. 21 gols marcados, apenas dois sofridos e a liderança da competição. Apesar dos resultados ruins na Champions League, em âmbito nacional a equipe de Dortmund está muito bem.

O Augsburg, por sua vez, não terá o grande objetivo de conquistar uma vaga à competição européia interrompido por esse resultado. Mesmo com a derrota, a equipe de Manuel Baum continua na quinta posição, com 11 pontos – podendo ser ultrapassado por RB Leipzig, Borussia Mönchengladbach e Hertha Berlin, que ainda jogam na rodada.

Na próxima rodada, após a Data Fifa, as duas equipes terão compromissos muito complicados com adversários que estão na parte de cima da tabela: o Borussia Dortmund de Petr Bosz receberá o RB Leipzig no Signal Iduna Park; já o Augsburg, terá uma difícil missão, já que tentará superar o Hoffenheim, atual vice-colocado, de Julian Nagelsmann, fora de casa.

Primeiro tempo agitado e com brilho de Yarmolenko

Como de costume, Petr Bosz, desde o primeiro minuto de jogo, começou pressionando a saída de bola da equipe adversária, buscando marcar um gol. A espera nem foi tão demorada, já que, com apenas quatro minutos de partida, os auri-negros abriram o placar. Kagawa cobrou escanteio e, após a confusão dentro da área, a bola sobrou para Andriy Yarmolenko que, com um lindo chute de calcanhar, abriu o placar.

Gol e assistência: Yarmolenko brilhou (Foto: Christof Stache/AFP)

A alegria da equipe de Dortmund não duraria muito. Seis minutos após marcar o seu gol, a equipe de Petr Bosz enxergaria o placar empatado novamente: o lateral Max, com espaço, faria um cruzamento milimétrico, entre os dois zagueiros do Borussia e encontraria, livre, o brasileiro Caiuby, que apenas cabeceou para dentro da rede, sem chance para o goleiro Bürki.

O jogo, então, se tornaria aberto, com as duas equipes tentando atacar – o Borussia, pressionando no campo ofensivo, não facilitava a vida do Augsburg, que tinha dificuldades de sair jogando. Após erro da defesa da equipe da casa, Aubameyang fez uma boa jogada pelo lado direito, rolou para Yarmolenko que, com a parte do lado do pé, deu um lindo passe para Kagawa acertar um belo chute de cobertura, encobrindo Marwin Hitz.

Aubameyang perde pênalti, Bürki brilha e Borussia garante vitória

O segundo tempo da equipe do Borussia não foi do mesmo jeito que os torcedores estão acostumados a assistir da equipe de Petr Bosz. Mais sonolento e desatento, o time aurinegro não conseguia trocar passes e, consequentemente, não conseguia criar chances de gol e viu o Augsburg, empurrado pela sua torcida, crescer na partida, e foi desse jeito que Roman Bürki apareceu para salvar o dia e os 3 pontos da equipe de Dortmund.

A primeira, um verdadeiro milagre: após escanteio cobrado por Max, Caiuby, autor de gol, se movimentou e conseguiu cabecear a bola com força, já que estava totalmente livre. Em um ato de grande reflexo, o suíço pulou e fez uma grande defesa. Alguns minutos mais tarde, outra intervenção providencial em mais uma grande defesa após finalização de cabeça de Gregoristch dentro da área.

Aubameyang não esteve em dia inspirado (Foto: Christof Stache/AFP)

Apesar de pressionar, foi o Borussia que teve a chance de aumentar o placar: aos 34 minutos, Já-Cheol Koo puxou Piszczek dentro da área o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Aubameyang, que já havia perdido um gol no mano a mano com o goleiro Hitz, teve a sua chance de se redimir, mas apenas piorou as coisas, já que tentou dar uma cavadinha, que foi facilmente salva pelo goleiro suíço.

Dessa maneira, o Augsburg cresceu na partida tentou pressionar nos minutos finais. Petr Bosz, por sua vez, vendo o ímpeto ofensivo do adversário, sacou Kagawa e colocou o zagueiro turco Töprak na partida. Apesar das tentativas de ataque da equipe mandante, principalmente com o avanço do lateral Philipp Max, os aurinegros conseguiram manter o placar inalterado, levando os três pontos.

Alemanha