Bayern de Munique mantém tabu sobre Hamburgo e divide liderança com Borussia Dortmund

Vitória dos bávaros mantém equipe invicta contra rival desde 2009; Dinos acumulam sete rodadas sem vencer e continuam perto da zona de rebaixamento

Bayern de Munique mantém tabu sobre Hamburgo e divide liderança com Borussia Dortmund
Foto: Oliver Hardt|Bongarts|Getty Images
Hamburgo
0 1
Bayern de Munique
Hamburgo: Mathenia; Mavraj, Papadopoulos e Van Drongelen (Ito, min. 76); Diekmeier, Jung, Sakai e Douglas Santos; André Hahn (Kostic, min. 76), Aaron Hunt (Holtby, min. 62) e Bobby Wood. Técnico: Markus Gisdol.
Bayern de Munique: Ulreich; Rafinha, Süle, Hummels e Alaba; Tolisso, Arturo Vidal, Robben, James Rodríguez (Thomas Müller, min. 46 [Thiago Alcántara, min. 55]) e Coman (Kimmich, min. 93); Lewandowski. Técnico: Jupp Heynckes.
Placar: 0-1, Tolisso, min. 52.
ÁRBITRO: Marco Fritz | Cartões amarelos: James Rodríguez (FCB, min. 45), Sakai (HSV, min. 73) e Tolisso (FCB, min. 75) | Cartão vermelho: Jung (HSV, min. 37)
INCIDENCIAS: Partida válida pela nona rodada da Bundesliga 2017-18, disputada no Volksparkstadion, em Hamburgo

Um jogo bastante disputado e aberto encerrou o sábado de Bundesliga 2017-18. Pela nona rodada da competição nacional, em partida realizada no Volksparkstadion, o Bayern de Munique venceu o Hamburgo, por 1 a 0, com gol marcado por Tolisso. O resultado comprova a recuperação dos bávaros, que voltam ao bom momento após o pior início na temporada em relação aos anos anteriores.

Com a vitória, os atuais pentacampeões nacionais dividem a liderança com 20 pontos, atrás do Borussia Dortmund apenas no saldo de gols. Além disso, mantêm o tabu de não serem derrotados pelo adversário desde 2009. Por outro lado, os Dinos permanecem na parte de baixo da tabela, próximo da zona de rebaixamento, no 15º lugar, com apenas sete pontos ganhos, com sete jogos sem vencer, em total queda livre após um bom início de temporada.

A próxima rodada da Bundesliga será disputada no próximo fim de semana. O Hamburgo vai medir forças contra o Hertha Berlin às 10h30 do sábado (28), no Estádio Olímpico. Por sua vez, o Bayern de Munique encara o RB Leipzig às 13h30, na Allianz Arena. Antes, porém, o duelo vai se repetir, mas pela segunda fase da Copa da Alemanha, às 15h45 da próxima quarta-feira (25).

Foto: John Macdougall|AFP|Getty Images
Foto: John Macdougall|AFP|Getty Images

Jogo equilibrado e Hamburgo fica com um a menos

O Bayern de Munique quis impor seu elenco poderoso em campo desde o primeiro rolar da bola, quando tinha maior posse de bola e tentava passar pela marcação do Hamburgo, que mantinha uma defesa equilibrada e segura, com o objetivo de evitar o retrospecto recente de goleadas sofridas pelo rival, além de fazer valer o mando de campo. O primeiro tempo não foi de grandes oportunidades, a marcação prevaleceu. Quando os times chegavam ao ataque, as zagas conseguiam bloquear as investidas.

A primeira boa chance veio apenas aos 20 minutos. Coman acionou Robben no lado esquerdo do setor ofensivo. O camisa 10 encheu o pé, mas acertou o lado de fora da rede. A resposta quase veio em uma falha da defesa bávara. Arturo Vidal tocou curto para Hummels, o zagueiro se complicou e Ulreich deu um soco na bola para afastar. Na sequência, Hunt cabeceou e Süle tirou de vez. A situação ficou complicada de vez para os donos da casa quando Jung deu entrada fortíssima em Coman quando o francês avançava em velocidade e foi expulso. Com um jogador a mais, o Bayern tentou aproveitar a superioridade dos atletas logo nos minutos finais da primeira etapa, mas o panorama do jogo continuou burocrático.

Foto: John Macdougall|AFP|Getty Images
Foto: John Macdougall|AFP|Getty Images

Bayern pressiona e garante vitória simples

O Hamburgo teve que mudar a estratégia, uma vez que tinha um jogador a menos diante do adversário qualificado. Agora, os Dinos tinham que fortalecer ainda mais a marcação e tentar equilibrar ofensivamente o páreo. Mas não deu muito certo. Aos seis minutos, Alaba cruzou da esquerda, Mavraj cortou mal, Thomas Müller ficou com a sobra e tocou imediatamente para Tolisso. O francês apenas teve o trabalho de empurrar para o gol e abrir o placar.

A resposta dos mandantes veio em seguida. Douglas Santos acionou André Hahn na entrada da área. O atacante bateu colocado e Ulreich fez excelente defesa no alto para evitar o empate. Apesar de tentar buscar o empate, a posse de bola de quase 80% era fundamental para o Bayern de Munique manter a vitória parcial e teve enormes chances de aumentar a vantagem e ainda tentar a liderança isolada, o que aconteceria em caso de goleada. Quase aconteceu com Thiago Alcántara, que recebeu na entrada da área, bateu colocado e acertou a trave.

A pressão só intensificou com a aproximação do fim do jogo. Robben cobrou escanteio pela direita e Hummels subiu sozinho para desviar e tirar tinta da trave. Em seguida, Robben entrou na área, chutou forte e Mathenia fez excelente defesa. O goleiro do time da casa foi bastante exigido e fez o que pôde. Com o triplo de finalizações, os bávaros acertaram a trave mais uma vez. Thiago Alcántara cobrou escanteio e Tolisso quase marcou seu segundo gol no jogo quando desviou e acertou o poste direito.

Nos cinco minutos finais, os visitantes tiveram mais duas oportunidades. Aos 42, Coman entrou na área pelo lado direito, cruzou para Robben e o holandês bateu de primeira. Por muito pouco a vantagem não foi ampliada. Nos acréscimos, novo passe de Coman, um dos melhores da partida, para Lewandowski. O centroavante polonês desviou de letra e errou o alvo por muito pouco. Desta vez, o camisa 9 passou em branco.