Com lance bizarro de goleiro, Borussia M'gladbach empata com Mainz 05

Potros tinham a chance de ratificar boa atuação na rodada anterior, mas voltaram a decepcionar sua torcida; Zentner, goleiro do Mainz, protagonizou lance bizarro, confundindo a bola  com a marca da cal

Com lance bizarro de goleiro, Borussia M'gladbach empata com Mainz 05
Foto: Divulgação/Bundesliga
Borussia Mönchengladbach
1 1
Mainz 05
Borussia Mönchengladbach: Sommer - Elvedi, Ginter, Vestergaard, Wendt – Jantschke (46' Kramer), Zakaria (59' Cuisance) – Grifo, Stindl (c) – Hazard, Raffael (77' Herrmann)
Mainz 05: Zentner – Donati, Bell (c), Diallo, Brosinski – Gbamin – Serdar, Öztunali – Maxim (79' Frei), De Blasis (69' Fischer) – Muto
Placar: 0-1 Diallo (19'), 1-1 Vestergaard (67')
ÁRBITRO: Jablonski. Cartões Amarelos: Stindl (min. 83)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela décima primeira rodada da Bundesliga.

Depois de um excelente resultado diante do Hoffenheim fora de casa, o Borussia Mönchengladbach voltou a campo neste sábado (4) contra o Mainz 05, no Borussia-Park, pela 11ª rodada da Bundesliga, e novamente decepcionou seu torcedor. Em uma atuação pouco inspirada, os Potros empataram por 1 a 1, com gols de Vestergaard para os mandantes e Diallo para os visitantes.

O resultado deixou o Gladbach em 7º lugar com 18 pontos, enquanto o Mainz segue na parte de baixo da tabela, com 12 pontos, em 13º lugar.

Após a vitória diante do Hoffenheim fora de casa – quebrando tabu de 22 jogos da equipe de Nagelsmann sem derrota pela Bundesliga atuando em casa – esperava-se que o Gladbach desse continuidade ao bom futebol apresentado, mas o Foals voltaram a demonstrar sua instabilidade, marca da temporada, em uma atuação fraquíssima diante de sua torcida, que demonstrou toda sua insatisfação no intervalo e ao término do confronto.

Os visitantes começaram a partida dominando as ações ofensivas e obrigando Yann Sommer a realizar boas intervenções nos primeiros minutos. O suíço, até então único destaque positivo da equipe, virou vilão. Em uma saída de gol totalmente equivocada, o arqueiro permitiu que Diallo ganhasse com tranquilidade no alto para abrir o placar no Borussia-Park. Irritada, a torcida já demonstrava sinais de insatisfação com a equipe – algo que vem sendo recorrente jogando em casa, devido as atuações pobres dos comandados de Dieter Hecking.

Depois de meia hora de partida os Potros foram incomodar pela primeira vez. Hazard, tentando encobrir o goleiro, quase anotou o tento de empate, parando em defesa de Zentner. Raffael, após ótima jogada individual do belga, recebeu, tirou a zaga e finalizou para nova defesa do goleiro. Inferior na partida, mesmo com as duas chances criadas, o Gladbach sofreu o segundo gol em uma bela finalização de Öztunali, todavia o VAR entrou em ação e anulou o tento alegando falta em Matthias Ginter.

Vaiado no intervalo pela torcida, os Potros voltaram para a etapa complementar com Kramer na vaga de Jantschke, que não estava bem  na partida. O campeão do mundo deu maior estabilidade ao meio-campo da equipe, mas insuficiente para alimentar o ataque, inoperante na partida e regido apenas pela vontade de Grifo, presente em todos lances ofensivos.

Por sorte, os Borussen alcançaram o empate através de Jannik Vestergaard, aproveitando cobrança de escanteio de Thorgan Hazard, que assistiu com perfeição o dinamarquês. A reação dos donos da casa, no entanto, parou por aí. Mais compacto e também mais perigoso, o Mainz quase conquistou a vitória nos últimos minutos da partida em cobrança de falta, que acertou a trave de Sommer.