Em amistoso no Wembley, Alemanha e Inglaterra não saem do empate

Germânicos foram mais eficientes. Por outro lado, os ingleses souberam crescer na partida e deram trabalho para a atual campeã do mundo

Em amistoso no Wembley, Alemanha e Inglaterra não saem do empate
Foto: Divulgação / Glyn Kirk / AFP/ Getty Images
Inglaterra
0 0
Alemanha
Inglaterra: PICKFORD; TRIPPIER (BERTRAND), JONES (GOMEZ), STONES, MAGUIRE, ROSE (WALKER); DIER, LOFTUS-CHEEK, LIVERMORE (CORK); VARDY (LINGARD)
Alemanha: TER STEGEN; GINTER, HUMMELS, RÜDIGER; KIMMICH, GÜNDOGAN (RUDY), ÖZIL, HALSTENBERG; DRAXLER (EMRE CAN), SANÉ (BRANDT), WERNER ( SANDRO WAGNER)
ÁRBITRO: PAWEL RACZKOWSKI
INCIDENCIAS: AMISTOSO REALIZADO NO WEMBLEY STADIUM, LONDRES - INGLATERRA. TORCEDORES: 81.382.

A Inglaterra recebeu a Alemanha para um amistoso, em Wembley, nesta sexta-feira (10). Com camisas de peso, as duas seleções campeãs do mundo disputaram um jogo com poucas emoções, e não saíram de um 0 a 0.

A partida de hoje, foi marcada por estreias. A seleção inglesa mandou a campo cinco novos jogadores. Enquanto isso, a tetra campeã utilizou o novo uniforme inspirado na conquista de 1990.

Com este resultado, a seleção alemã se mantém invicta – 20 jogos sem perder. E os The Three Lions igualam ao número de confrontos diretos: 13 vitorias e seis empates.

As duas equipes voltam a campo na próxima terça-feira (14), para mais um amistoso. Alemanha recebe a França, às 15h45 (horário de Brasília), no RheinEnergieStadion, na Colônia. E a Inglaterra enfrentará a Seleção Brasileira, às 18h (horário de Brasília), no Estádio de Wembley, em Londres.

Jogo aberto: Alemanha começa melhor, mas ingleses mudam a postura

Foto: Divulgação / Craig Mercer / Getty Images

O início da partida foi marcado pelo um minuto de silencio. As duas equipes lembraram as vítimas de guerra. Ambas usavam braçadeiras pretas com papoulas bordada - símbolo que representa todos os soldados mortos na Primeira e Segunda Guerra Mundial.

Assim que a bola rolou, a Alemanha começou melhor, teve duas excelentes chances. Aos 20’ Sané mandou uma bomba no travessão, no lance seguinte a estrela do zagueiro Phil Jones brilhou: Draxler finalizou e Pickford defendeu. Na sequência, Sané ficou com o rebote e Jones tirou em cima da linha. A bola sobrou para o camisa sete novamente, mas mandou para fora, desperdiçando grande oportunidade.

Pouco antes do intervalo, o goleiro do Everton defendeu um chute cruzado de Werner. Neste instante, a Inglaterra começou a gostar do jogo. Maguire acha Abraham na grande área, o jogador domina na frente de Rudiger que tira o perigo de qualquer maneira. Aos 44', Vardy aproveita um erro de posição de Rüdiger, na saída de Ter Stegen, dá o toque de cobertura, mas a defesa coloca para escanteio.

Partida termina em ritmo de sono

Foto: Divulgação / Getty Images  

No segundo tempo, Ter Stegen teve que sujar o uniforme. Um passe espetacular de Trippier fez Vardy cabecear, a bola quica e o goleiro alemão faz boa defesa. Em seguida, com toda a sua experiência, Hummels tira um cruzamento do capitão Eric Dier, salvando a equipe aos 58’.

A partir daí, o jogo ficou preso no meio de campo. Cada equipe sendo desarmada. O segundo chute ao gol veio aos 78’, Emre Can mandando para fora. Nos acréscimos, os ingleses ganharam uma falta perigosa. Lingard arriscou na pequena área, mas chuta por cima do gol.