Amine Harit foi o coração da incrível reação do Schalke 04

Franco-marroquino, uma das mudanças de Tedesco ainda no primeiro tempo, supera todas as adversidades e é uma das caras da reação diante do Borussia Dortmund

Amine Harit foi o coração da incrível reação do Schalke 04
Foto: Norbert Schmidt/AFP

30 minutos do primeiro tempo. Seu time, vindo embalado com resultados positivos, está perdendo de 4 a 0 para o maior rival no estádio do próprio. Seus companheiros de equipe, desolados, não têm força psicológica para continuar jogando e você se vê num cenário muito ruim, que credenciava o rival a aumentar, ainda mais, sua vantagem no placar.

No intervalo, Domenico Tedesco, promissor treinador, incentiva seus jogadores de que ainda é possível correr atrás. Com uma esperança maior nos dois jogadores que haviam entrado ainda no primeiro tempo, o comandante e o time voltam ao gramado com a noção de que buscar o resultado seria muito difícil, mas não impossível.

Esse foi o cenário que cercou Amine Harit durante o primeiro tempo e o intervalo de Borussia Dortmund 4 a 4 Schalke 04. Jovem de 20 anos, o franco-marroquino, cria da base do Nantes, mudou o cenário da partida e foi um dos principais responsáveis pela grande reação. Incansável, Harit esteve em todos os lugares do campo, incomodava os defensores do BVB e foi coroado com a festa dos Azuis após o apito final.

Harit reclamando de dores: parecia que seria o fim, mas não foi. (Foto: Alex Grimm/Bongarts)

O mais impressionante não fica por conta de sua grande atuação. Aos 33 minutos, Harit voltaria correndo para ajudar na defesa e evitar um contra-ataque adversário. Conseguiu vencer Gonzalo Castro na corrida e roubar a bola, mas o alemão, desleal, deu um pisão na batata da perna do marroquino, que caiu em campo chorando de dor. Sem conseguir encostar seu pé no chão, ele foi levado, em prantos, para fora do gramado.

Quando muitos se conformavam que o Schalke jogaria com apenas 10 jogadores, já que não havia mais substituições, Harit, aos 40 minutos, se levantou e pediu para voltar para a partida. Claramente sentindo dores e não conseguindo andar direito, o atleta se sacrificou para tentar ajudar seus companheiros a conquistar o empate – nessa altura, a partida estava em 4 a 2.

Amine Harit foi a personificação da atuação do Schalke nesse sábado (25). Mesmo com todas as dificuldades e com chances remotas de recuperação, ambos não desistiram e, mesmo abalados, buscaram aquilo que seria um dos maiores resultados da história do futebol alemão.

Amine Harit contra o Borussia Dortmund:

19 passes (16 corretos)

6 faltas sofridas

3 disputas aéreas (2 vencidas)

2 interceptações

1 chute

1 gol

Nota de 8.10 pelo site WhoScored