Borussia Mönchengladbach vence Bayern de Munique e acirra disputa pela liderança

Potros abriram 2 a 0 na primeira etapa, segurou pressão intensa dos bávaros e conquistaram triunfo importante

Borussia Mönchengladbach vence Bayern de Munique e acirra disputa pela liderança
Foto: Soccrates Images/Getty Images
Borussia Mönchengladbach
2 1
Bayern de Munique
Borussia Mönchengladbach: SOMMER; ELVEDI; GINTER; VESTERGAARD; WENDT; HERRMANN; KRAMER (JANTSCHKE, MIN. 11) (JOHNSON, MIN. 46), ZAKARIA, HAZARD, STINDL; RAFFAEL (DRMIC , MIN. 90+1)
Bayern de Munique: ULREICH, KIMMICH, SULE, HUMMELS, BERNAT (MIN 45, COMAN) MARTINEZ, TOLISSO, RUDY (MIN. 68 WRIEDT) VIDAL; JAMES (MIN. 46, FRIEDL); LEWANDOWSKI
Placar: 1-0, min. 39, Hazard. 2-0 min. 44, Ginter. 2-1, min. 74, Vidal
ÁRBITRO: ÁRBITRO: MANUEL GRAFE AMARELOS: TOLISSO (MIN. 31) ELVEDI (MIN. 65)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 13ª RODADA DA BUNDESLIGA, DISPUTADA NO BORUSSIA PARK, COM 54.018 ESPECTADORES.

Fechando o sábado (25) da 13ª rodada da Bundesliga, o Borussia Mönchengladbach sofreu, mas arrancou uma importante vitória diante do Bayern de Munique, no Borussia-Park, em partida que marcou a volta de Jupp Heynckes à sua antiga casa e equilibriou mais ainda a disputa na ponta da tabela.

Num jogo com poucas chances criadas, os mandantes garantiram o resultado ainda no primeiro tempo, com gols de Hazard e Ginter. Sentindo a falta dos desfalques, o Bayern de Munique chegou a descontar com Arturo Vidal mas ficou somente nisso.

O resultado deixa o Borussia Monchengladbach na quarta colocação com os mesmos 24 pontos do Schalke 04, enquanto o Bayern perdeu a chance de se distanciar na tabela, permanecendo com 29 pontos. Na próxima rodada a equipe bávara receberá o Hannover 96 na Allianz Arena, no sábado (2) às 12h30 (horário de Brasília), enquanto o Borussia  Mönchengladbach vai até a Toca dos Lobos enfrentar o Wolsburg, no domingo (3) às 15h.

Primeiro tempo sem inspiração do Bayern e incisivo para o Mönchengladbach

O Bayern foi à campo com diversos desfalques, tais quais Thiago Alcântara, - homenageado pelos companheiros que entraram em campo com uma camisa com seu nome - Robben, Ribéry, Thomas Müller, Alaba e Jérôme Boateng, que fizeram falta para a equipe. O time passou maior parte do tempo de jogo com a bola nos pés, mas sem variar o repertório, errando muitos passes, deixando o técnico Jupp Heynckes irritado na beira do gramado.

Ainda no primeiro tempo, aos 11 minutos, Vestergaard se chocou com o volante Kramer que bateu a cabeça ao cair no gramado, forçando Dieter Hecking a fazer uma alteração logo no início da partida. A pouca eficiência do Bayern permitiu ao Borussia levar perigo nos contra-ataques, com Thorgan Hazard e Patrick Herrman tendo suas velocidades exploradas. O brasileiro Raffael ainda perdeu uma grande chances em um dos contra-ataques, frente a frente com Ulreich, chutando para fora com a perna esquerda. 

Aos 39, Thorgan Hazard tentou tocar a bola por cima de Süle. O defensor cortou com a mão dentro da área, e o árbitro Manuel Gräfe apontou o pênalti que foi convertido pelo próprio Hazard. O Bayern quase empata com um belo chute de calcanhar de Lewandowski. Mas aos 44, em ótima trama pelo lado esquerdo, Hazard conduziu a bola na entrada da área e passou para Stindl que tirou da marcação e chutou cruzado, a bola passou por Ulreich, mas não passou por Mathias Ginter que completou para o gol.

Pressão bávara no segundo tempo e resistência dos Potros

As equipes voltaram modificadas para a segunda etapa, Juan Bernat deu lugar à Coman e James deu lugar à Friedl e pelo lado do Borussia, Jantschke deu lugar à Johnson. Com uma postura mais defensiva, o Gladbach se limitou a resistir às investidas do Bayern que ganhou muito poderio ofensivo nas jogadas de linha de fundo com Coman, mas sentindo falta da qualidade de passe de James Rodriguez.

Aos 29 minutos, a defesa do Borussia cortou escanteio na entrada da área, sem deixar a bola cair no chão, Arturo Vidal pega de primeira com a perna esquerda, o goleiro Sommer ainda tocou na bola, mas não foi o suficiente. 2 a 1. Em ótimo contra-ataque, Drmic ainda teve chance de garantir o resultado dos mandantes, mas chutou para fora.