Domenico Tedesco louva seus jogadores após empate histórico: "Mentalidade para espetáculos"

Azuis Reais tiveram uma reação incrível, graças a uma conversa do treinador nos vestiários

Domenico Tedesco louva seus jogadores após empate histórico: "Mentalidade para espetáculos"
Foto: Norbert Schmidt/ AFP/ Getty Images

Ufa. Hoje quase o torcedor de Gelsenkirchen ficou sem coração. Haja emoção para descrever a partida de Borussia Dortmund e Schalke 04, neste sábado (25), no Signal Iduna Park. Os azuis reais, conseguiram arrancar um empate heroico neste derby – 4 a 4.

E para o treinador Domenico Tedesco, teve um gosto especial: Foi o seu primeiro Revierderby como comandante em  um time principal. Bem como, está extasiado com o resultado: “Vou ser totalmente honesto, não acreditei que saímos daqui com um ponto em tempo integral, dado nosso desempenho no primeiro semestre. Portanto, é ainda mais doce. Do ponto de vista do futebol, a nossa segunda parte foi magnífica e só posso louvar os jogadores por isso”, exaltou.

Jogar diante da muralha amarela, não é algo fácil. O italiano ainda confessou como conseguiu a tal façanha de hoje. “Enquanto você está perdendo de 4 a 0, neste estádio, nesta atmosfera, depois de 25 minutos é simplesmente o inferno. Nós não antecipamos ao Borussia para se alinhar como eles fizeram. Foi uma estratégia muito inteligente de nossos oponentes. Portanto, corrigimos rapidamente com algumas substituições”, explicou.

Há dois dias, Domenico mencionou que o futebol vive de emoções, especialmente o Schalke. Durante o intervalo falou ao seus jogadores que dava para correr atrás e não deu outra: Um clássico épico. O treinador confessa que é difícil analisar este jogo “louco”, mas destaca o empenho do time: “Nós mostramos que temos o caráter e a mentalidade para fazer um espetáculo. Estou muito orgulhoso de toda a equipe”, frisou.

O meia Amine Harit, teve uma grande atuação. Marcador do segundo tento, sofreu uma entrada desleal de Gonzalo Castro – o jogador pisou na batata na perna – com grandes dores, voltou com garra para o jogo. “Foi simplesmente um retorno inacreditável que ninguém antecipou. Me sinto um pouco melhor agora. No campo, foi realmente doloroso, mas fui tratado logo após o jogo. Os últimos dez minutos foram muito difíceis, mas eu queria ficar no campo para ajudar o time”, disse.

O franco-marroquino, ainda acrescenta que quando o brasileiro Naldo igualou o placar, foi um sonho. “Não consigo explicar como me senti quando marcamos o quarto gol. Era quase como se estivesse em outro mundo, este derby vai cair na história.”

Por outro lado, o zagueiro Naldo com toda sua experiência que seus 35 anos traz, admite que nunca experimentou nada assim sua carreira. “Nosso desempenho no segundo tempo foi inacreditável. Criamos chance, depois de chance, do acaso. O treinador disse na metade do tempo que temos que bloquear tudo o resto e se aproximar da segunda metade, como se fosse um novo jogo. No primeiro tempo, o Borussia marcou com todas as chances de terem tido. Após o intervalo, imaginamos que era 0 a 0 e saímos do vestiário com pé direito. Após o primeiro gol, você pôde ver que o Dortmund entrou em sua concha. Então, a próxima coisa que você conhece é 4 a 4. Absolutamente louco! Nunca vou esquecer isso. Estou tão orgulhoso de todos nós”, falou.