Goleira Almuth Schult avalia Seleção Alemã em 2017: "Somos capazes de bons desempenhos"

Em entrevista ao site oficial da DFB, goleira da seleção alemã fala sobre vitória de 4 a 0 contra a França, eliminatórias da Copa do Mundo de 2019 e novas jogadoras na equipe principal

Goleira Almuth Schult avalia Seleção Alemã em 2017: "Somos capazes de bons desempenhos"
Foto: Getty Images

Almuth Schult é goleira da Seleção Alemã de Futebol Feminino desde 2011, quando tinha recém 20 anos de idade. Hoje, aos 26, a atleta já conquistou uma medalha de ouro, na Olimpíada de 2016, e defende o Wolfsburg na Frauen Bundesliga.

Em entrevista para o site Deutscher Fussball-Bund (DFB, Federação Alemã de Futebol), a goleira avaliou o desempenho do time com uma nota 3, satisfatória por razão dos resultados inconstantes da seleção. "As conquistas sempre podem ser instáveis. Mas quando isso importa, você tem que estar lá no momento certo. Nós não fizemos resultados de forma consistente este ano, mas vimos que somos capazes de alcançar bons desempenhos - tanto no início como no final da temporada, conseguimos. Agora, temos que descobrir o porquê da inconstância e de cair algumas vezes", declarou. 

Questionada sobre o motivo dos resultados não satisfatório, Schult atribuiu a presença de vários novos nomes no time principal, como uma forma de teste para a Copa de 2019. "Tivemos muitas novas jogadoras na equipe. Debutantes que nunca estiveram lá, muitos inexperientes com poucas aparições internacionais e um time amplamente recomposto. Além disso, tivemos apenas meio ano para jogar como equipe e nenhuma partida competitiva antes do Campeonato Europeu. Nós só precisamos de tempo para se desenvolver. Claro que é uma pena que nem tudo funcionou imediatamente, mas, como eu disse, não houve apenas sombra, mas também um pouco de luz este ano."

Apesar dos resultados nem sempre positivos, a Seleção Feminina alemã terminou o ano vencendo a França, sede da Copa de 2019, em um amistoso, de 4 a 0. "A vitória sobre a França foi extremamente importante, porque o sentimento positivo no final também lhe dá a oportunidade de descansar na virada do ano", afirmou a jogadora. 

Para 2018, Schult falou não ter pensando muito em nada, mas se diz ansiosa para os importantes jogos defendendo o VfL Wolfsburg na Champions League, na Bundesliga e na DFB Cup. "Quanto à seleção nacional, espero, é claro, que possamos tirar a euforia do jogo da França e mostrar a todos que não foi por um acaso."