Em grande fase, Thorgan Hazard mostra satisfação no Gladbach: “Eu me sinto bem nesse time”

Meia-atacante vive o melhor momento de sua carreira e vem sendo um dos destaques da Bundesliga

Em grande fase, Thorgan Hazard mostra satisfação no Gladbach: “Eu me sinto bem nesse time”
Foto: Divulgação/Bundesliga

A temporada 2017/2018 da Bundesliga está retornando, e um dos melhores jogadores, Thorgan Hazard, do Borussia Mönchengladbach, tem inúmeros motivos para ficar feliz, mas o belga está longe de estar satisfeito.

O meia-atacante dos Potros atuou em todos os 17 jogos possíveis até aqui na temporada, anotando seis gols e contribuindo com seis assistências, mas os bons números não iludem o belga. Consciente disso, Hazard foi bem sincero em relação ao seu bom desempenho no ataque e como pode melhorar.

Eu penso que (essa boa fase) chegou há uns dois anos, desde quando comecei a atuar com Raffael no ataque. Deu muito certo, mas não sei dizer exatamente porque está dando tão certo na atual campanha. Eu me sinto bem nesse time e com o estilo de jogo, pois esse esquema sempre me da oportunidades de marcar ou assistir, mesmo não tendo atuado sequer uma vez em minha posição preferida, pelo meio. Se eu tivesse aproveitado todas minhas chances, provavelmente teria dez gols ou mais, por isso é muito importante continuar trabalhando na minha eficiência”, analisou o belga.

Perguntando sobre possíveis efeitos psicológicos após desperdiçar tantas chances claras, Hazard se mostrou preparado: “Não há truques ou métodos psicológicos que use quando perco chances. Eu vejo isso como uma qualidade, de não deixar afetar sua cabeça, pois sei que consigo criar ainda mais chances depois de um momento negativo”, afirmou. Principal jogador dos Potros na atual temporada, Thorgan anotou quatro de seus seis gols em cobranças de pênalti, sendo intitulado de “penalty king” pelo portal da Bundesliga.

Por fim, o belga foi perguntado sobre a inconsistência da equipe, que mesmo em uma boa temporada, destoa em alguns momentos, como por exemplo, no revés por 3 a 0 diante do Wolfsburg, quando os Foals tinham a chance de assumir a vice-liderança da competição: “Eu entendo o porque das pessoas terem essa impressão (de que o clube desperdiça oportunidades cruciais de subir na tabela). É de suma importância ressaltar que sofremos com várias lesões e temos um elenco muito jovem, então é perfeitamente normal que nem todos jogadores consigam produzir consistentemente boas performances em 17 jogos”, frisou Hazard.