Com alvo de evitar queda inédita, Bernd Hollerbach assume comando técnico do Hamburgo

Ex-jogador da equipe entre 1996 e 2004, Hollerbach tem dura missão de reverter panorama desastroso e manter Dinos como únicos a não serem rebaixados à 2. Bundesliga

Com alvo de evitar queda inédita, Bernd Hollerbach assume comando técnico do Hamburgo
Foto: Stuart Franklin/Bongarts/Getty Images

A derrota para o Colônia trouxe efeitos devastadores para o Hamburgo. O revés por 2 a 0 dentro de casa e a sequência de um panorama ruim na Bundesliga após a pausa de inverno ligou ainda mais o sinal de alerta em terras hamburguesas contra o inédito rebaixamento, embora o clube esteja nessa situação por algumas temporadas. Após a demissão de Markus Gisdol depois da insustentabilidade no cargo diante dos resultados negativos, a equipe anunciou a contratação de seu substituto nessa segunda-feira (22). Ex-jogador da equipe entre 1996 e 2004, Bernd Hollerbach assume o comando técnico dos Dinos no restante da temporada.

Como jogador, a carreira de Hollerbach está intrinsecamente ligada ao clube do norte alemão. Após começar as atividades no futebol no Kaiserslautern, passou por Sankt Pauli e Hamburgo. Foram 224 jogos, com sete gols e 22 assistências. Após o fim da carreira como jogador, tornou-se assistente técnico de Felix Magath no Schalke 04 e no Wolfsburg entre as temporadas de 2007 e 2011. Em 2014, assumiu o Würzburger Kickers, clube que hoje disputa a 3. Liga. Foram 119 jogos, com 55 vitórias, 38 empates e 26 derrotas. Com Hollerbach, veio os assistentes Steffen Rau e Matthias Kreutzer.

Foto: Stuart Franklin/Bongarts/Getty Images

Depois das primeiras atividades em campo, o novo treinador do Hamburgo concedeu sua primeira entrevista coletiva no cargo. Hollerbach falou sobre sua primeira impressão do elenco, as primeiras medidas e o contato com os gestores para retornar ao clube em uma nova função.

“Posso obter uma primeira impressão. Minha primeira impressão foi muito positiva. Todos estão comprometidos, como sempre acontece quando o novo treinador vem. O que importa primeiramente é que nos apresentemos como uma unidade, que tenhamos ordem e estabilidade. Vou tentar trazer isto nesta semana. Acho que o time está um pouco inseguro. Jens Todt e eu nos conhecemos desde os tempos de Karlsruher e Würburger Kickers. O contato veio após o jogo, depois conversamos e nos reunimos muito rapidamente”, afirmou.

Hollerbach foi questionado sobre quem irá defender a meta hamburguesa durante a temporada – Pollersbeck ou Mathenia, além de explicar seu estilo como treinador e a relação com Felix Magath, conhecido por trazer o único e surpreendente título da Bundesliga ao Wolfsburg no ano de 2009.

“Eu disse à equipe que tudo está aberto. Todo mundo começa do zero. Eu vou ter uma visão geral. Eu farei isso no gol e tomarei uma decisão para o fim de semana. Basicamente, eu sempre respondo ao que os jogadores me oferecem. Isso é importante para mim. Caso contrário, preferia estar ativo e agir, não apenas reagir. Dou muita importância a isso. Mas o importante agora é ser compacto e não tornar mais fácil o oponente marcar. Eu tive um tempo muito bom com Felix Magath e aprendi muito com ele. É claro que cada treinador tem sua própria personalidade. Eu tive muitos treinadores e sempre tentava procurar algo de todos”, explicou.

Foto: Stuart Franklin/Bongarts/Getty Images

Em conclusão à sua coletiva, Hollerbach falou de sua relação com o Hamburgo. O novo comandante técnico dos Dinos enfatizou a felicidade de voltar, além de manifestar ciência do momento ruim que a equipe vive na temporada e, consequentemente, nos últimos anos, quando luta em todas as edições da Bundesliga contra o rebaixamento.

“Eu sempre acompanhei o Hamburgo, até porque agora sou o Hamburgo. É por isso que eu sei como foram os jogos. Claro que não foi bom nos últimos anos, tenho que dizer isso com muita clareza. No entanto, é algo especial aqui. Estou feliz e orgulhoso de voltar. É difícil quando as pessoas julgam por fora, isso é muito superficial. O que acontecia antes foi arquivado para mim. Temos de olhar para a frente. Eu sou uma pessoa que acredita mais nas oportunidades do que nas falhas. Agora temos que arregaçar as mangas e trabalhar para evitarmos a queda. Basicamente eu sou uma pessoa muito grata. Fui maravilhoso aqui. Eu também estou muito grato ao clube e tento dar algo de volta agora. E todos os que me conheciam como jogador, sabem que trago tudo o que se passa. Eu também farei isso agora”, finalizou.

O primeiro jogo de Bernd Hollerbach à frente do comando técnico do Hamburgo será neste fim de semana. Para evitar o rebaixamento, a equipe encara o RB Leipzig na Red Bull Arena, às 12h30 do sábado (27), pela 20ª rodada da Bundesliga. Os Dinos ocupam a penúltima posição no Campeonato Alemão, com 15 pontos ganhos em 19 jogos, cinco atrás do Mainz 05, primeiro clube fora da degola.