No retorno de Marco Reus aos gramados, Borussia Dortmund supera Hamburgo

Os aurinegros contaram com o retorno de Reus que jogou bem e participou por 71 minutos, além de saírem com a segunda uma vitória na Bundesliga neste ano

No retorno de Marco Reus aos gramados, Borussia Dortmund supera Hamburgo
(TF-Images/Getty Images)
Borussia Dortmund
2 0
Hamburgo
Borussia Dortmund: BÜRKI; PISZCZEK, AKANJI, TOPRAK, TOLJAN; WEIGL, KAGAWA (DAHOUD, MIN. 62), REUS (GÖTZE, MIN. 71); PULISIC (CASTRO, MIN. 85), BATSHUAYI, SCHÜRRLE
Hamburgo: MATHENIA; SAKAI, MAVRAJ, VAN DRONGELEN, DOUGLAS; WALACE, EKDAL (HAHN, MIN. 71), JUNG; KOSTIC, WOOD (ARP, MIN. 54), HUNT (SALIHOVIC, MIN. 54)
Placar: 1-0, MIN. 49, MICHY BATSHUAYI. 2-0, MIN. 90+2, MARIO GÖTZE.
ÁRBITRO: MARCO FRITZ (ALE). CARTÃO AMARELO: JUNG (MIN. 65).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 22ª RODADA DA BUNDESLIGA 2017-18, DISPUTADA NO SIGNAL IDUNA PARK, ÀS 12H30 DESTE SÁBADO (10)

Nesta sábado (10), Borussia Dortmund e Hamburgo se enfrentaram no Signal Iduna Park pela 22ª rodada da Bundesliga. A partida contou com a volta de Marco Reus escalado nos 11 iniciais após oito meses fora dos gramados. E o jogo só foi definido no segundo tempo pelos donos da casa terminando com o placar de 2 a 0. Os gols foram marcados por Batshuayi e Götze.

Com o resultado o Dortmund avança para terceira posição, com 37 pontos, um a mais que o quarto colocado Eintracht Frankfurt e um a menos do vice-líder RB Leipzig. Já o Hamburgo amarga na zona de rebaixamento em 17º lugar com 17 pontos, três atrás do Mainz 05.

As equipes voltam a campo no próximo final de semana. Os dinos enfrentam o Bayer Leverkusen no sábado (17), às 12h30 (horário de Brasília), no Volksparkstadion. Já os aurinegros jogam no domingo (18) contra o Borussia Mönchengladbach, às 14h, no Borussia-park.

Primeiro tempo com poucas oportunidades claras de gols

A partida começou com bastante movimentação no ataque dos aurinegros que dominaram a posse de bola nos dez minutos. Mas foi o Hamburgo que teve a primeira grande oportunidade aos 14 minutos em um momento de instabilidade da defesa do Dortmund. Roman Bürki precisou sair do gol para impedir a chegada de Kostic e Wallace apareceu dando um chute livre de 30 metros pro gol, mas a bola acabou passando longe da meta.

Os donos da casa continuaram em cima da defesa visitante. Aos 18’, Kagawa tabelou com Batshuayi e procurou o ângulo para bater, mas foi impedido com os vários jogadores na área do HSV. Aos 20’, novamente em jogada entre o belga e o japonês, Kagawa escapa de Mavraj e cruza para Batshuayi, mas o atacante não consegue chegar na bola ao confrontar o defensor adversário.

O jogo deu uma amenizada no ritmo depois dos 20 minutos e as equipes passaram a disputaram a bola na intermediária. Aos 26’, os dinos chegaram com outro tiro livre perigoso após marcação de falta, dessa vez pela esquerda com Hunt que não encontrou ninguém para cabecear no gol. Três minutos depois, outra chance do Hamburgo com Bobby Wood, mas Piszczek conseguiu tirar a bola do americano, no rebote com Wallace a bola subiu e parou na Muralha Amarela.

Os visitantes começaram a ganhar confiança e avançar com maior frequência. Aos 37’, Hunt conseguiu um escanteio perigoso na direita, porém nenhum jogador do HSV chegou na bola para ameaçar o BVB. Aos 40’, Bürki foi testado por Kostic, mas o goleiro se manteve firme. No lance seguinte, veio a primeira grande oportunidade dos aurinegros com Batshuayi que se esforçou, mas a bola acabou saindo alta.

No finalzinho do primeiro tempo os donos da casa ainda tiveram uma oportunidade. Reus tocou para o atacante belga na frente que tabelou com Pulisic antes de chutar cruzado para o gol, mas a bola foi cortada por Sakai e logo depois o árbitro apitou o término da primeira etapa.

Dortmund marca dois gols e vence a partida no segundo tempo

Já no início da segunda etapa, o Dortmund mostrou determinação e vontade de marcar dentro de seus domínios. Aos 48 minutos, Pulisic cruza para o meio da grande área e Michy Batshuayi estava na posição perfeita para empurrar a bola para o gol e abrir o placar.

Aos 63’ outra ótima chance do Dortmund ampliar o placar. Schürrle lançou para Reus que faz bela jogada no ataque, tentou chutar para o gol, mas não conseguiu e a bola foi parar em Dahoud que também tentou e falhou, a bola então sobrou para Pulisic no lado direito do gol que tentou corrigir, mas o chute saiu por cima do travessão.

Aos 71’, Reus saiu aplaudido de campo sendo substituído por Mario Götze. Aos 73’ HSV tenta com Hahn que se livra de Toljan na esquerda e manda pra Sakai  que manda para frente e nenhum jogador do Hamburgo consegue pegá-la, só que a bola volta para Salihovic que arrisca, mas não consegue marcar.

Pouco depois, aos 76’ outra boa oportunidade do Dortmund. Batshuayi chega bem ao ataque e consegue chutar entre as pernas de Mathenia, a bola passou muito próxima do gol, mas ninguém chegou para tocar para dentro do gol.

Do meio pro final da partida o Hamburgo pressionou e passou a ter maior controle do jogo. Nos dez minutos finais criou várias oportunidades. Aos 81' Douglas Santos mandou um tiro que saiu ao lado do gol e no lance seguinte Salihovic chegou bem ao ataque, mas Toljan o desarmou. Mais uma boa chegada aos 84', após corrida de Kostic atravessando a defesa do Dortmund, mas não encontrou um companheiro para concretizar a jogada.

Já nos acréscimos, bola recuperada na intermediária, Batshuayi toca para Schürrle que subiu em velocidade, tirou de dois defensores e tocou para Götze marcar o segundo gol e consagrar a vitória aurinegra.