Kuba perde pênalti e Portugal avança às semifinais da Eurocopa ao bater Polônia

Portugueses levam a melhor na decisão por pênaltis após 1 a 1 no tempo normal e encara País de Gales ou Bélgica nas semifinais

Kuba perde pênalti e Portugal avança às semifinais da Eurocopa ao bater Polônia
Foto: Anne-Christine Poujoulat/Getty Images
Polônia (3)
1 1
(4) Portugal
Polônia (3): Fabianski; Piszczek, Glik, Pazdán e Jedrzejczyk; Kuba, Krychowiak, Maczýnski (Jodłowiec, Min. 98) e Grosicki (Kapustka, Min. 82); Milik e Lewandowski. técnico: Adam Nawalka
(4) Portugal: Rui Patricio; Cedric, Pepe, Fonte e Eliseu; William Carvalho (Danilo Pereira, Min. 96), Adrien Silva (João Moutinho, Min. 74), Renato Sanches e João Mário (Quaresma, Min. 80); Nani e Ronaldo. técnico: Fernando Santos
Placar: 1-0, Lewandowski, Min. 2; 1-1, Renato Sanches, Min. 33
ÁRBITRO: felix brych (ALE); cartões amarelos: Jędrzejczyk (Min. 42), Glik (Min. 66), Adrien Silva (Min. 70), Kapustka (Min. 89), William Carvalho (Min. 90+2)
INCIDENCIAS: partida válida pelas quartas de finais da eurocopa 2016, realizada no estádio Velodrome, em Marselha, frança

Nesta quinta-feira (30), Polônia e Portugal abriram a fase de quartas de finais da Eurocopa 2016, em partida realizada no estádio Velodrome, em Marselha. Após um 1 a 1 no tempo normal, com Lewandowski marcando para os poloneses e Renato Sanchez para a equipe lusitana, os portugueses levaram a melhor nos pênaltis e avançaram.

Agora, Portugal espera o vencedor do ótimo duelo entre País de Gales e Bélgica, que se enfrentam nesta sexta-feira (1º), às 16h, em Lille. A semifinal será disputada na próxima quarta-feira (6), às 16h, no Stade de Lumières, em Lyon. A Polônia, que fez sua melhor campanha da história, está eliminada.

Jogo movimentado e com um gol para cada lado

O começo de jogo foi incrivelmente intenso em Marselha, com ambos os times se movimentando bastante. E logo aos dois minutos de confronto, saiu o primeiro gol, quando Grosicki foi lançado, aproveitou o erro de Cedric Soares e cruzou para Lewandowski, que pegou de primeira e abriu o placar em Marselha: 1 a 0 Polônia. Início de jogo surpreendente dos poloneses.

O jogo seguiu muito bom na França, com a Polônia, mesmo na frente, buscando ampliar o marcador, enquanto Portugal ia atrás do gol de empate. Aos 16', Lewandowski, sempre ele, recebeu de Milik, se antecipou a Pepe, avançou e finalizou rasteiro, mas Rui Patrício defendeu. Os portugueses chegaram pela primeira vez com perigo apenas aos 28', quando Nani fez a jogada pela esquerda, puxou para o meio e passou para Cristiano Ronaldo, que ajeitou e soltou a perna, mas Fabianski fez a defesa.

Só que após finalmente entrar no jogo, Portugal chegou ao gol de empate. Aos 33', Renato Sanches recebeu na direita, passou para Nani, que recebeu dentro da área e devolveu para o jovem meia do Bayern de Munique, que dominou, puxou para a canhota e acertou um bonito chute, sem chances para Fabianski, deixando tudo igual em Marselha: 1 a 1. Depois disso, nada mais aconteceu e o primeiro tempo terminou na igualdade.

Portugal é melhor, mas partida segue empatada e vai para a prorrogação

Se o primeiro tempo foi intenso, o segundo também não deixou por menos. Com o placar igualado, poloneses e portugueses buscavam com todas as forças o gol para os colocar na frente. Portugal chegou melhor duas vezes. A primeira foi aos 10', quando Cristiano Ronaldo recebeu dentro da área, só que foi "afobado" e finalizou muito cedo, mandando para fora. A segunda foi aos 18', quando Cedric Soares arriscou de fora da área e a bola passou perto do gol de Fabianski.

A primeira chance polonesa no segundo tempo só aconteceu aos 23', quando Jedrzejczyk foi bem acionado na esquerda, cruzou à meia altura, Milik se antecipou ao luso-brasileiro Pepe e conseguiu o desvio, mas Rui Patrício, atento, fez boa defesa e salvou Portugal, que, mesmo com essa chance da Polônia, dominava o jogo na segunda etapa.

Aos 33', quase que os portugueses passaram à frente em Marselha, quando João Mário cobrou escanteio e Jose Fonte cabeceou com força, mas no meio do gol, sem muitos problemas para Fabianski fazer a defesa. Depois disso, a Polônia conseguiu equilibrar as ações do confronto, e a partida terminou empatada no tempo regulamentar.

Poucas emoções e decisão fica para os pênaltis

O primeiro tempo da prorrogação foi bem nervoso e com as duas equipes arriscando pouco para não serem surpreendidas. A melhor chance dos primeiros 15 minutos do tempo adicional foram dos poloneses, quando, após boa troca de passes, Milik recebeu e arriscou de fora da área, e a bola passou perto do gol de Rui Patrício. No segundo tempo, nenhum dos times finalizou ao gol e a decisão ficou para as penalidades máximas.

Rui Patrício brilha e Portugal avança

Na decisão por pênaltis, todos os jogadores foram bem nas suas cobranças... menos Kuba. Portugal acertou todas suas cobranças com Cristiano Ronaldo, Renato Sanches, João Moutinho e Quaresma. Lewandowski, Milik e Glik fizeram, porém Kuba perdeu e a Polônia está eliminada da Euro 2016.