Kevin Gameiro: "É difícil chegar a três finais e conseguimos"

Atacante foi um dos mais empolgados com a chegada da equipe há três finais europeias de maneira consecutiva.

Kevin Gameiro: "É um sonho, é difícil chegar a três finais e conseguimos"

Um dos poucos remanescentes da primeira final do Sevilla na Uefa Europa League em 2013/2014, o atacante Kevin Gameiro ainda está no elenco sevillano que venceu por 3 a 1 pela segunda partida das semifinais do torneio europeu e dessa form se assemelha a alguns dos grandes esquadrões do futebol do velho continente ao longo das décadas.

Agora a equipe espera ter desfecho semelhante ao de alguns desses times e alcançar o tricampeonato da competição, ganhando o quinto título num espaço de dez anos, desde que ganhou a primeira Copa da Uefa (na época).

O atacante francês claramente um dos mais empolgados e um dos jogadores de maior notoriedade na equipe nas últimas temporadas falou de maneira muito entusiasmada após a grande vitória sobre o rival de Donetsk.

"Isso é ótimo. Jogamos futebol para viver este momento. É uma grande noite, a terceira reta final. Estou muito feliz pelo clube, pela equipe e pela torcida de Sevilla", disse um Gameiro exausto, que foi substituído em os momentos finais sob uma estrondosa ovação", disse o atacante logo após o cotejo.

"Nós temos uma mentalidade que vamos jogar como uma equipe, espero que todos pensem da mesma forma e ir a Basel para dizer obrigado a todos", completou Gameiro.

Outro que falou após o jogo, foi o lateral Mariano que marcou o terceiro e decisivo tento que deu tranquilidade para o time naquele momento do confronto e ajudou a equipe a se classificar para a final.

"Sabemos que temos uma final muito difícil, mas temos que aproveitar e fazer o nosso melhor. Saímos focados, sabíamos que tínhamos de detê-los a cada minuto e quando o árbitro soprou o apito final podemos comemorar com colegas e agora em casa com a família. E também uma parte dela que também está feliz no Brasil ", acrescentou.

"Em um dia tão importante quanto esse, eu não seria capaz de dormir, eu tenho tudo na cabeça. Uma final é sempre muito difícil e Liverpool não será diferente. Minha primeira temporada diferente, a Supercopa e agora duas finais", completou o lateral brasileiro.