Real Sociedad vence Rayo Vallecano e complica rival na luta contra rebaixamento

Eficiente, a Real Sociedad contou com os talentos da base para bater um Rayo Vallecano que se encontra em apuros

Real Sociedad vence Rayo Vallecano e complica rival na luta contra rebaixamento
Foto: Mundo Desportivo
Real Sociedad
2 1
Rayo Valecano

Nesse domingo (8), as equipes entraram em campo sob o risco de rebaixamento. Em um jogo emocionante, Real Sociedad bateu o Rayo Valecano por dois a um e complicou o adversário no campeonato.

A partida começou com o Rayo tendo o controle da posse de bola, mas chegando sem perigo. Cruzamentos sem destino que o goleiro Rulli interceptava sem problemas. A primeira chegada dos anfitriões foi aos 12’, numa falha de Crespo, que gerou um escanteio.

Na cobrança, Xabi Prieto alçou a bola na área e numa falha da defesa, Oyarzabal chutou e contou com a colaboração de Juan Carlos para inaugurar o marcador. A partir daí, o Rayo se viu obrigado a partir pra cima, e dois minutos depois quase chegou ao empate numa finalização perigosíssima de Pablo Hernandez.

Aos 22’, o Rayo voltou a chegar. Boa jogada de Bebé pelo flanco esquerdo e Embarba finalizou para boa defesa do goleiro Rulli. O goleiro argentino ainda evitaria outro gol, em mais uma finalização de Embarba, implacável. Aos 42’, Carlos Vela teve a chance de ampliar o placar, mas demorou para bater a gol. Saiu cara a cara com Juan Carlos, driblou o arqueiro rayista, mas demorou a finalizar e Diego Llorente salvou a pátria.

Na segunda etapa, o Rayo voltou com Javi Guerra no lugar de Jozabed e a Real Sociedad com Bautista no lugar de Carlos Vela. O câmbio do time do país basco funcionou primeiro. Em grande jogada de Oyarzabal, o canterano Bautista bateu forte pra vencer Juan Carlos e ampliar o placar. Drama para o Rayo. Que foi para o tudo ou nada com Manucho no lugar de Bebé.

Mudança que fez com que a Real Sociedad recuasse, chamando o time de Madrid pra cima. E aos 18’ da segunda parte, Javi Guerra acertou um chute de rara felicidade diminuindo o placar. Os 25 minutos finais reservavam um drama para os 1500 rayistas que saíram de Madrid para San Sebastian, já que minutos depois Granero seria expulso por entrada dura em Trashorras.

O Rayo alçou bolas na área e teve chances com Miku aos 33’ e Guerra aos 42’, mas o desespero foi em vão. A Real Sociedad suportou a pressão e presenteou a torcida com uma vitória, no seu último jogo em casa na temporada. O Rayo se encontra em situação complicadíssima há uma rodada do final. Precisa vencer o Levante na última rodada e torcer por tropeços de Getafe e Sporting Gijon para se manter na primeira.

Já a Real Sociedad, matematicamente garantida na primeira divisão, apenas cumpre tabela na última rodada.

*Texto de Eduardo Baptista