Dificuldade de atuar e vencer fora de casa pode determinar título do Sevilla na Copa do Rei

Mesmo com recordes negativos na temporada em jogos como visitante, equipe da Andaluzia pode buscar esperança na decisão da Uefa Europa League, onde venceu em campo neutro e conquistou o pentacampeonato do torneio continental

Dificuldade de atuar e vencer fora de casa pode determinar título do Sevilla na Copa do Rei
Título da Uefa Europa League em campo neutro pode alentar Sevilla na busca pelo título da Copa do Rei ante Barcelona (Foto: Lars Baron/Bongarts/Getty Images)

Ninguém duvida da força do Sevilla. Nos últimos 10 anos, a equipe da Andaluzia conquistou espaço e reconhecimento internacional e, de certa forma, mundial pelas conquistas europeias recentes. As cinco conquistas da Uefa Europa League na última década deixaram os franjirrojos conhecidos pelo poder de decisão no grupo.

Porém, um fato chamou a atenção na atual temporada, que ruma ao seu final. O Sevilla atuou de uma forma imponente dentro de casa, mas apresentou diversas falhas e atuações aquém do esperado longe de seu torcedor. O que esperar da equipe na decisão da Copa do Rei contra o todo-poderoso Barcelona, a ser realizada no Estádio Vicente Calderón, palco esportivo do Atlético de Madrid?

A campanha do Sevilla no Campeonato Espanhol pode ser considerada como decepcionante. Diferente dos bravos Villarreal, Athletic Bilbao e Celta de Vigo, que apresentaram consistência e brigaram desde o início do torneio por vagas em competições europeias da próxima temporada, a equipe da Andaluzia ficou no sétimo lugar, com 52 pontos ganhos, sem ameaçar melhores posições na tabela de classificação em momento algum. Boa parte desse desempenho pode ser explicada pelas irregulares partidas.

Em 19 rodadas realizadas longe do Estádio Ramón Sánchez Pizjuán pela competição nacional, nenhuma vitória. Na Uefa Champions League, também não houve nenhum triunfo fora de casa. Apenas na Uefa Europa League, com um resultado positivo diante do Athletic Bilbao nas quartas de final, e em três confrontos na Copa do Rei foram registradas vitórias como visitante.

Em compensação, quando o time joga dentro de casa, a mística é diferente. O time entra pilhado com a energia que recebe do torcedor e se mostra completamente autoritário dentro das quatro linhas. Os duelos eliminatórios da Uefa Europa League e da Copa do Rei foram um exemplo disso. Curiosamente, nesses dois torneios o Sevilla chegou à final. Na competição continental, disputada na Suíça, vitória sobre o Liverpool. E o que esperar da final da Copa do Rei?

A decisão do segundo torneio mais importante do futebol espanhol será realizada no Estádio Vicente Calderón, onde o Atlético de Madrid realiza seus jogos. O fator utilizado para conquistar o torneio e tirar o doblete do Barcelona é o mesmo utilizado na última quarta-feira (18): o caráter do confronto.

No duelo contra o Liverpool, o Sevilla sofreu um baile no primeiro tempo. Os ingleses jogaram muito bem e poderiam ter ampliado a vantagem conquistada. Porém, no segundo tempo, o time partiu para cima e mostrou que tinha condições de virar o placar e ser campeão. Assim se deu.

Contra o Barcelona, a postura tática a ser adotada por Unai Emery pode não ser a mesma, nem o favoritismo para vencer o confronto. Mas entrar com o mesmo espírito para conquistar histórico doblete e fechar a temporada com duas expressivas conquistas é um fator preponderante para ser campeão neste domingo.