Especiais La Liga 2015/16 Real Bétis: temporada inconstante, mas permanência na primeira

Longe da Liga Adelante,  temporada de Bétis contou com goleadas e contratações decepcionantes

Especiais La Liga 2015/16 Real Bétis: temporada inconstante, mas permanência na primeira
Especiais La Liga 2015/16 Real Bétis: temporada inconstante, mas permanência na primeira

Após uma temporada longe, o Real Bétis voltou a jogar na primeira divisão do Campeonato Espanhol. Com contratações promissoras como Rafael Van der Vaart e Leandro Damião, os verdiblancos conquistaram a 10ª posição da Liga e conseguiram ir até as oitavas de final da Copa do Rei. Apesar de sofrer goleadas de alguns dos principais times espanhóis, o Bétis conseguiu 12 vitórias na temporada 2015/2016. Além do holandês e de Damião, o Real Bétis contratou o brasileiro Petros, volante que chegou ao time com contrato de 4 anos.

O primeiro jogo da temporada foi em casa, contra o Valencia e terminou em 1x1. Já o segundo jogo, foi contra o poderoso Real Madrid, no Santiago Bernabéu. O time de Sevilha não mostrou resistência e levou goleada por 5x0 dos merengues. No entanto, logo na terceira rodada, o Real Bétis conquistou sua primeira vitória, por 1x0 em cima do Real Sociedad, com gol de Castro.

O resto do ano contou com apenas quatro vitórias, contra o Sporting Gijón, Rayo Vallecano, Málaga e Levante. O último jogo do ano foi contra o Barcelona e os verdiblancos sofreram mais uma goleada, dessa vez de 4x0. O jogo contou com um pênalti polêmico - perdido por Neymar - que teve o cartão amarelo ao goleiro Adán revogado após a partida, pelo Comitê de Competição do Campeonato Espanhol.

No início de dezembro, era a vez da Copa do Rei. O Bétis jogou a primeira eliminatória contra o Sporting Gijón e ganhou o primeiro jogo, por 2x0 em casa, com gols de Vadillo e Vargas. Na volta, empatou e com o agregado de 5x3, classificou-se para as oitavas de final. Nesta etapa, no entanto, o time enfrentou o rival Sevilla e perdeu os dois jogos. No jogo de volta, o Bétis sofreu uma goleada de 4x0 e despediu-se da competição.

Após a desclassificação da Copa do Rei, os verdiblancos conquistaram apenas mais três vitórias - contra o Valencia, Espanyol e Granada. Pela 31ª rodada, enfrentou o Atlético de Madri e sofreu outra goleada, por 5x1, no Vicente Calderón. O jogo contou com gol de Rubén Castro, aos 33’. Já pelo lado dos colchoneros, Griezmann marcou dois, Torres, Juanfran e Thomas deixaram cada um o seu.

Nas rodadas finais, o Bétis somou mais três vitórias, sendo uma delas contra o Getafe por 2x1 em casa, na ultima partida da Liga, na qual os verdiblancos rebaixaram o azulones para a segunda divisão. Joaquín Sanchéz aos 55’ e Castro, convertendo um penâlti, aos 71’ deixaram suas marcas. Com 38 jogos no Espanhol, foram 11 vitórias, 12 empates e 15 derrotas.

O destaque da equipe é o espanhol Rubén Castro. O atacante de 34 anos que está no time desde 2010, marcou 19 gols na temporada e foi decisivo para o Bétis. O artilheiro ainda soma 4 assistências e é titular absoluto.

As decepcionantes contratações

Após uma longa novela, o atacante Leandro Damião chegou ao Real Bétis com contrato para até o fim da temporada. O brasileiro fez a sua estreia entrando aos 11 minutos do segundo tempo no empate em 2 a 2 com o Rayo Vallecano, pelo Campeonato Espanhol. No entanto, sua atuação foi apagada - Damião atuou por apenas 129 minutos e não marcou nenhum gol. Ao final da temporada, o atacante optou por deixar o clube.

Rafael Van der Vaart foi outra contratação apagada. O holândes jogou pouco mais que Damião - 180 minutos - e também não balançou as redes. Durante a temporada, o atacante foi oferecido ao Santos, já que estava insatisfeito na Espanha. O técnico Dorival Júnior gostou da sugestão mas após uma análise de desempenho desfavorável de Rafael, o santista optou por recusar a oferta.