Especiais La Liga 2015/16 Espanyol: temporada com mais baixos do que altos

Em uma das temporadas mais duras do clube nos últimos anos, o Espanyol sofreu goleadas vergonhosas e desperdiçou pontos valiosos em casa

Especiais La Liga 2015/16 Espanyol: temporada com mais baixos do que altos
Especiais La Liga 2015/16 Espanyol: temporada com mais baixos do que altos

Com uma temporada medida pelos altos e baixos, o Espanyol oscilou e perdeu muitos pontos em casa. É certo que o clube não se preparou de forma adequada para a temporada, mas até o torcedor mais pessimista não esperava por uma temporada tão sinuosa e dura.

Outro fato tão preocupante quanto a oscilação da equipe é a falta de contratações. Para essa temporada, chegaram por empréstimo apenas o goleiro Giedrius Arlauskis, vindo do Watford e os meias Burgui e Marcos Asensio, ambos vindos do Real Madrid.

A equipe da Catalunha começou a temporada sem conseguir emplacar uma sequência de vitórias e sofrendo dentro de casa. Levou duas goleada histórica do Real Madrid. A primeira, em pleno Cornellà-el Prat e a segunda no Santiago Bernabéu. Também sofreu para arrancar um empate do Granada e se aproveitou do mal momento do Barcelona no começo deste ano para conseguir sair de campo com um ponto a mais.

Além das goleadas que sofreu do Madrid, o Espanyol também levou uma enxurrada de gols da Real Sociedad em casa, levou 4 a 0 do Las Palmas em Gran Canaria e na penúltima rodada voltou a ser goleado. Dessa vez, pelo campeão da temporada e no Camp Nou.

Na metade da temporada a situação da equipe já era preocupante. Até a 19ª rodada de La Liga, haviam somado apenas 21 pontos e marcado 17 gols. Da metade pro fim, somaram mais 22 pontos e se livraram de maiores problemas. Esses números resumem bem a época difícil que o clube teve.

Os pontos altos da equipe no campeonato foram as vitórias sobre o Sporting Gijón fora de casa, sobre o Athletic Bilbao em casa, de virada, e sobre o Eibar na última rodada. As vitórias sobre o Gijón e o Eibar foram também as únicas partidas em que o Espanyol marcou mais de 3 gols. O resultado de ambas as partidas foram 4 a 2.

Pela Copa do Rei, a equipe se classificou - sem facilidade - na fase de 32 equipes, mas foi eliminada sofrendo duas derrotas para o Barcelona, seu arquirrival, que mais a frente se tornaria campeão da copa.

Resultado, os Blanquiblaus terminaram a La Liga na 13ª posição, com apenas 5 pontos de diferença para o Rayo Vallecano, primeiro clube entre os rebaixados da temporada e foi eliminada da Copa do Rei na fase de 16 avos-de-final. Além de não ter jogado ou garantido vaga para nenhuma competição continental.

Na temporada passada, a equipe terminou na 10ª posição e foi eliminada em sua primeira fase na Copa do Rei. Na temporada 2014-15, acabou na 14ª colocação. Nessa temporada, fizeram uma campanha ainda abaixo. Tiveram o maior número de derrotas do Espanyol na liga nos últimos 5 anos. Das 38 partidas da liga, em 20 foram derrotados e em 7 empataram. O desperdício de pontos também é um grave problema. Nesta temporada, perderam pelo menos uma dezena de pontos em casa.

Ao que parece, a diretoria já começou a se movimentar para viabilizar melhorias no elenco para 2016-17. Foi proposta aos acionistas do clube uma ampliação de capital que, caso aprovada, aumentará e muito as chances de contratações importantes acontecerem. Com isso, diminuem as chances da torcida ver novamente os problemas evidenciados em 2015-16. A ampliação de capital também ajudaria o clube a se estabilizar financeiramente para que problemas internos e externos como os vividos atualmente não se repitam num futuro próximo.