Espanha sofre, mas Piqué marca no fim e dá vitória sobre República Tcheca

Espanhóis pressionaram durante todo o jogo, apresentaram maior posse de bola e apenas com tento assinalado pelo defensor a seleção conseguiu a vitória importante na estreia

Espanha sofre, mas Piqué marca no fim e dá vitória sobre República Tcheca
(Foto: David Ramos/Getty Images)
Espanha
1 0
República Tcheca
Espanha: David de Gea; Juanfran, Gerard Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Sergio Busquets, Andrés Iniesta, Cesc Fàbregas (Thiago Alcântara – 24’/2ºT), David Silva e Nolito (Pedro Rodríguez – 36’/2ºT); Álvaro Morata (Aritz Aduriz – 17’/2ºT). Técnico: Vicente del Bosque.
República Tcheca: Petr Cech; Pavel Kaderabek, Tomas Sivok, Roman Hubnik e David Limbersky; Vladimir Darida, Jaroslav Plasil, Theodor Gebre Selassie (Josef Sural – 40’/2ºT), Tomas Rosicky (David Pavelka – 42’/2ºT) e Ladislav Krejci; Tomas Necid (David Lafata – 29’/2ºT). Técnico: Pavel Vrba.
Placar: 1-0, Piqué, 42'/2ºT.
ÁRBITRO: Szymon Marciniak (POL), auxiliado por Pawel Sokolnicki (POL) e Tomasz Listkiewicz (POL) | Cartão amarelo: David Limbersky (TCH - 15'/2ºT)
INCIDENCIAS: Partida realizada no Stadium de Toulouse. Jogo válido pela primeira rodada da Eurocopa 2016. Estreia das equipes no grupo D.

Na luta pelo tetracampeonato europeu (o terceiro de forma consecutiva), a Espanha iniciou sua participação na Eurocopa 2016 na manhã desta segunda-feira (13). Em jogo realizado no Stadium de Toulouse, os espanhóis suaram bastante a camisa para vencerem a República Tcheca. Com maior posse de bola e mais oportunidades em todo o jogo, coube a Gerard Piqué marcar o gol da vitória por 1 a 0 apenas aos 42 minutos da etapa complementar.

Com o resultado, a Espanha divide a liderança do grupo D com a Croácia, com três pontos ganhos. Por outro lado, a República Tcheca não soma pontos e está ao lado da Turquia. A próxima rodada da chave será realizada nesta sexta-feira (17). A República Tcheca mede forças contra a Croácia no Estádio Geoffroy Guichard, em Saint-Étienne, às 13 horas. Em seguida, às 16h, a Espanha enfrenta a Turquia no Stade de Nice.

Espanha domina primeiro tempo, mas perde chances de marcar

O primeiro tempo foi de intenso domínio da Espanha. Com intenso potencial ofensivo, os espanhóis foram ao ataque e a República Tcheca se concentrou em fortalecer a marcação. A primeira boa chance de gol veio aos 15 minutos, quando David Silva recebeu em velocidade e tocou de primeira para Álvaro Morata. O atacante completou na pequena área e Petr Cech defendeu. Aos 28, após saída de bola errada da República Tcheca, Morata recebeu nas costas da zaga, tentou o corte e bateu cruzado. O goleiro tcheco novamente defendeu.

Com intensa posse de bola no meio de campo, a Espanha não dava possibilidades para o adversário atacar. A República Tcheca afastava a bola da área como podia, principalmente na base dos chutões. Aos 34 minutos, Nolito chegou pela esquerda, segurou a bola e deu lançamento para Sergio Busquets no alto. O volante pegou de primeira, mas a finalização subiu e não assustou a defesa adversária. Cinco minutos depois, Iniesta percebe Cech adiantado e tentou finalizar por cobertura, mas a pelota foi por cima.

No lance seguinte, Iniesta deu belo passe para Jordi Alba e o lateral bateu cruzado. Petr Cech espalmou para o meio da área e o sistema defensivo tcheco conseguiu afastar antes que Morata completasse para as redes. A única oportunidade de República Tcheca veio apenas aos 44 minutos, quando Necid foi lançado nas costas da zaga e chutou cruzado. O goleiro David de Gea defendeu tranquilamente.

Espanha repete panorama do primeiro tempo e Piqué marca no fim

Embora a República Tcheca tentasse equilibrar um pouco as ações na etapa complementar, a Espanha continuou a dominar em todo o segundo tempo, com quase 70% de posse de bola. A estratégia dos dois clubes permaneceu igual. Logo no primeiro minuto, Álvaro Morata recebeu passe em profundidade, avançou até a linha de fundo e cruzou curto. Hubnik tentou cortar e quase marcou contra o próprio gol. A bola bateu na trave. No lance seguinte, Petr Cech cortou e Sergio Ramos ficou com a sobra. O defensor tentou finalizar, mas foi travado.

A República Tcheca respondeu por meio dos lances de bola parada. Aos 11 minutos, após cobrança de falta na direita, Hubnik chegou sozinho e completou para o gol. O goleiro De Gea se esticou para defender. Aos 19, nova oportunidade da seleção. Após troca de passes e escanteio, Gebre Selassie desviou de cabeça e Cesc Fàbregas se antecipou para evitar que Kaderabek completasse para o gol.

Até o fim do jogo, apenas a Espanha finalizou. David Silva deu belo passe por cima da zaga. Jordi Alba apareceu sozinho, mas dominou mal e desperdiçou a ótima oportunidade de abrir o placar. Aos 27, após boa troca de passes na intermediária de ataque, David Silva dominou e chutou forte com o pé esquerdo para assustar a defesa oponente. Aos 30, Juanfran cruzou na direita e Aritz Aduriz completou com uma bela finalização de bicicleta. A bola passou perto.

Mais intensivo no ataque, a Espanha continuou a pressionar em busca do gol. Aos 34 minutos, Thiago Alcântara recebeu sozinho na área, mas demorou a finalizar e foi desarmado pela defesa. Após tanto pressionar em todo o jogo, a equipe conseguiu abrir o marcador aos 42 minutos. Após boa jogada de Juanfran pela direita, Rosicky cortou parcialmente. Iniesta apareceu pela esquerda e cruzou no bico da área para Gerard Piqué cabecear no canto esquerdo de Petr Cech e marcar o gol da vitória. Os tchecos ainda tentaram empatar aos 46, quando Darida encheu o pé dentro da área, mas De Gea defendeu e garantiu o triunfo espanhol.