Sergio Ramos cita ausência de Casillas na estreia da Euro: "É estranho após tantos anos juntos"

Titular da Fúria durante quatro Copas do Mundo, Iker esteve no banco e viu De Gea na meta espanhola na partida diante da República Tcheca

Sergio Ramos cita ausência de Casillas na estreia da Euro: "É estranho após tantos anos juntos"
Ramos têm sido o capitão da Espanha nos últimos jogos (Foto: Nicolas Tucat/ Getty Images)

Na manhã desta segunda-feira (13) a Espanha sofreu e muito, mas nos minutos finais acabou marcando com Gerard Piqué para estrear com vitória na Eurocopa diante da República Tcheca

Capitão da Seleção Espanhola, o zagueiro Sergio Ramos acabou herdando a faixa de seu ex-companheiro Iker Casillas, que após quatro torneios mundiais e três europeus acabou indo para o banco de reservas, cedendo sua vaga pra o jovem De Gea.

"Está claro que depois de tantos anos atuando juntos é muito estranho não vê-lo em campo, mas De Gea vêm de uma grande temporada e está respondendo as expectativas", revelou Ramos à MediaSet.

"Ele têm merecido muito esta vaga de titular. O treinador escala a equipe mais justa, é ele quem toma as decisões. Vamos tentar sempre atuar no maior nível possível e à partir disso seja o que Deus quiser", ressaltou.

Sobre a partida, Ramos ainda ressaltou a dificuldade imposta pelos tchecos desde o primeiro minuto de partida. Com possibilidades altas de ter saído atrás do placar principalmente na primeira etapa, o zagueiro ainda citou a falta de "capricho" nas finalizações.

"Foi exatamente como pensávamos, ninguém tinha em mente que a partida seria fácil. Dominamos boa parte do jogo, e quando você insiste e pressiona o adversário acaba dando certo. Foi um tento muito importante de Piqué. Os primeiros três pontos são fundamentais, vamos seguir desta maneira", afirmou.

"O futebol tem essas coisas. Protejemos muito bem atrás, mas lá na frente seguíamos criando chances claras, mas sem aproveitá-las. Se alguma das chances claras da primeira etapa tivesse sido concretizada em gol as coisas talvez seriam mais tranquilas, pois eles teriam saído mais para o jogo", declarou.

Há mais de dez anos no elenco da Fúria, Sergio Ramos comentou sobre a sensação de ser um dos mais experientes da equipe, e consequentemente ter herdado a faixa de capitão que pertencia à Casillas. "É um orgulho imenso, já era o capitão do Real Madrid e agora estou sendo aqui, é uma sensação linda representar meu país, porém a faixa é o de menos. O mais importante é liderar e vencer", concluiu.

A Espanha de Ramos volta a campo na próxima sexta-feira (17). Na segunda rodada do Grupo D os comandados de Del Bosque encaram a Turquia, que perdeu na estreia para a Croácia de Modric.