Lionel Messi é condenado a 21 meses de prisão pela justiça espanhola por fraude fiscal

Jogador argentino e o pai, Jorge Horacio Messi, foram condenados pelo Tribunal de Justiça de Barcelona a 21 meses de prisão

Lionel Messi é condenado a 21 meses de prisão pela justiça espanhola por fraude fiscal
"Eu só preocupava em jogar futebol", afirma Messi (Foto: Alberto Estevez/Getty Images)

O atacante Lionel Messi e o pai Jorge Horacio Messi foram condenados nesta quarta-feira (6), pelo Tribunal de Justiça de Barcelona a 21 meses de prisão por fraude fiscal. No entanto, provavelmente o atleta não irá para a prisão, já que a pena pode ser convertida em multas.

Ambos haviam sido acusados de defraudar o fisco espanhol entre 2007 e 2009, no equivalente a € 4,1 milhões, cerca de R$ 15 milhões. Segundo as investigações, os rendimentos não declarados do atleta nesse período ultrapassaram € 10 milhões de euros, aproximadamente R$ 36 milhões.

Tal receita era proveniente dos direitos de imagem do jogador e incluía pagamentos feitos pelo Banco Sabadell e pelas empresas Danone, Adidas, Pepsi-Cola, Procter & Gamvle, Konami e a Kuwait Food Company.

De acordo com Ministério Público espanhol, o esquema de fraude consistia na simulação de acordos de direitos de imagem do atleta com empresas de fachada sediadas em paraísos fiscais, como Belize e Uruguai. Sendo assim, eram fechados novos contratos visando a transferência de recursos para a Suíça e Reino Unido, fazendo com que o dinheiro não entrasse na Espanha e consequentemente o pagamento de impostos não fosse realizado.

Foto: Lluis Gene/AFP/Getty Images
Além da pena de prisão, Messi foi multado em cerca de R$ 7,4 milhões (Foto: Lluis Gene/AFP/Getty Images)

"Eu só preocupava em jogar futebol", disse Messi no tribunal, em um dos depoimentos realizados durante o processo de investigação. Além disso, o atleta declarou que assinou documentos sem lê-los, porque confiava em seu pai e nos consultores responsáveis ​​pela gestão de suas finanças.

A justiça espanhola havia decretado 22 meses e 15 dias de prisão para Messi e o pai, que foram considerados culpados de três acusações de fraude fiscal, mas a pena foi reduzida. Além da pena de prisão, Lionel Messi foi multado em cerca de € 2 milhões, cerca de R$ 7,4 milhões, e Jorge Messi em € 1,5 milhão, aproximadamente R$ 5,5 milhões. Vale resaltar que sob o sistema espanhol, penas de prisão de até dois anos podem ser cumpridas em liberdade condicional.

Reação do FC Barcelona

Por meio de nota, o FC Barcelona manifestou apoio ao jogador argentino, que defende as cores do clube catalão desde os 13 anos. "O Barcelona manifesta o seu total apoio a Leo Messi e seu pai em relação à condenação por fraude fiscal. O clube considera que o jogador, que corrigiu a sua posição com a administração fiscal espanhola, não é criminalmente responsável no que diz respeito aos fatos sublinhados neste caso".