Especial La Liga 2016/17: Real Madrid e o desejo de acabar com a hegemonia culé na Espanha

Após bater na trave na La Liga em 2015/16 e conquistar o título da Champions League, Real Madrid começa mais maduro e busca mais títulos na próxima temporada

Especial La Liga 2016/17: Real Madrid e o desejo de acabar com a hegemonia culé na Espanha
Especial La Liga 2016/17 Real Madrid: acabar com a hegemonia culé na Espanha

Após conquistar o título da Uefa Champions League e da Supercopa da Europa em 2016, o Real Madrid busca mais conquistas para a nova temporada que está prestes a começar neste domingo (21). Um dos grandes objetivos do time comandado por Zinedine Zidane é conquistar o título da La Liga e acabar com o domínio de Barcelona e Atlético de Madrid. Desde a temporada 2011/12 o clube merengue não conquista o campeonato espanhol.

Nos últimos quatro anos, o Real Madrid viu o grande rival Barcelona conquistar a La Liga em três oportunidades. Na última temporada, o clube merengue reagiu no segundo turno e brigou até a última rodada pelo título, mas terminou com o vice-campeonato. Com base nisso, a maior equipe de Madrid sonha em dar fim ao jejum que dura desde 2012 e buscará a conquista do título espanhol. Além disso, o esquadrão merengue ainda tem pela frente o Mundial de Clubes.

Temporada 2015/16

O Real Madrid iniciou a temporada sob o comando de Rafa Benítez, que chegou para substituir Carlo Ancelotti que havia sido demitido após passar uma temporada em branco e sem títulos. O início foi bom, o clube merengue chegou a liderar o campeonato por algumas rodadas, porém as atuações em campo não agradavam.

O rendimento da equipe começou a piorar e na metade do campeonato o treinador foi demitido. Para o lugar de Rafa Benítez, foi contratado Zinedine Zidane, um dos grandes ídolos da história do clube. Sob o comando do francês, o Real Madrid melhorou. Zizou recuperou alguns jogadores, como Dani Carvajal, Gareth Bale e Cristiano Ronaldo. O treinador também achou a fórmula para o meio-campo com a entrada do brasileiro Casemiro entre os titulares.

A entrada de Casemiro entre os titulares deu mais segurança ao meio-campo e liberou mais Kroos e Modric, que passaram a participar mais ofensivamente. E o time encaixou muito bem. Na frente, o trio BBC voltou a brilhar, enquanto na defesa todos se entendiam bem e o goleiro Keylor Navas era pouco vazado.

Trio BBC cresceu de produção após chegada de Zidane (Foto: Getty Images)
Trio BBC cresceu de produção após chegada de Zidane (Foto: Getty Images)

O Real Madrid cresceu de produção a partir de janeiro. Quase ao mesmo tempo viu o rival Barcelona - considerado favorito de tudo - caiu de rendimento e foi eliminado da Champions. Assim, o clube merengue foi crescendo na La Liga e avançando na Uefa Champions League, onde chegou na grande final contra o rival Atlético de Madrid outra vez. O clube merengue brigou pelo título espanhol até a última rodada, mas acabou com o vice-campeonato devido a vitória do Barcelona sobre o Granada.

Restava apenas o grande objetivo de Zidane desde quando assumiu o Real Madrid: a Champions League. Na final, o velho conhecido Atlético de Madrid. O jogo contra o Atleti foi equilibrado. O Real saiu na frente, mas viu os rojiblancos reagirem e empatarem - além de perderem um pênalti. O jogo foi para prorrogação, onde permaneceu empatado. Na decisão por pênaltis, o Real venceu e conquistou o décimo primeiro título de sua história na Champions League.

Real Madrid conquistou seu 11º título da Champions League em 2016 (Foto: Getty Images)
Real Madrid conquistou seu 11º título da Champions League em 2016 (Foto: Getty Images)

Elenco 

Campeão da Europa em 2016, o Real Madrid possui um dos melhores elencos do continente e do mundo. Se é o melhor, é outra discussão. Entretanto, Zinedine Zidane tem ótimas opções em mãos e provou em meia temporada o que pode fazer. Agora, o técnico francês terá uma temporada inteira para provar mais ainda seu talento.

Os holofotes em Madrid estão sempre nele: Cristiano Ronaldo. Principal jogador da equipe e candidato forte à bola de ouro em 2017, o português - que levou Portugal ao título inédito da Eurocopa - fez mais uma temporada com mais de 50 gols e tornou-se o maior artilheiro da história da equipe.

Mas o Real Madrid não tem apenas Cristiano Ronaldo. No ataque ao lado do gajo joga Gareth Bale, que fez ótima temporada e liderou País de Gales numa campanha semifinalista na Eurocopa 2016. Bale disputará com Cristiano Ronaldo o prêmio de melhor jogador da Europa da Uefa - contra eles tem o francês Griezmann. Completando o ataque merengue, também temos Karim Benzema. No banco, Zizou terá a opção do jovem Alvaro Morata, que retornou após duas temporadas jogando na Juventus, da Itália.

O meio-campo do Real Madrid é recheado de craques. Na equipe titular, Luka Modric e Toni Kroos ditam o ritmo do meio-campo. Pouco mais atrás deles tem o brasileiro Casemiro, que surpreendeu ao mundo com ótimas atuações e sendo um dos pilares do sucesso da equipe de Zidane. No banco ainda tem o talento de James Rodríguez e Isco.

Trio Casemiro, Kroos e Modric se entenderam e anularam craques como Messi (Foto: Getty Images)
Trio Casemiro, Kroos e Modric se entenderam e anularam craques como Messi (Foto: Getty Images)

Na defesa, o Real Madrid possui duas laterais fortes, talvez os melhores laterais de cada posição no mundo. Na direita joga Dani Carvajal, enquanto na esquerda tem o brasileiro Marcelo, um dos grandes líderes do elenco. Na zaga, tem o decisivo Sergio Ramos e o português Pepe - que fez grande temporada e uma boa Eurocopa. No gol, Keylor Navas provou que o clube não precisa de outro goleiro e foi o menos vazado da Europa.

Keylor Navas foi o goleiro menos vazado da Europa em 2016 (Foto: Getty Images)
Keylor Navas foi o goleiro menos vazado da Europa em 2016 (Foto: Getty Images)

Melhor jogador

O melhor jogador do Real Madrid não poderia ser outro: Cristiano Ronaldo. Uma das maiores estrelas da atualidade e da história do futebol, o português recuperou seu futebol sob o comando de Zidane e fez mais uma temporada acima dos 50 gols. Ronaldo foi o artilheiro da Champions League mais uma vez e igualou seu recorde de gols na competição.

Mas Cristiano Ronaldo não apenas brilhou pelo Real Madrid. Sua atuação decisiva na Eurocopa comandando Portugal ao título inédito também merece destaque. O atacante é finalista na briga pelo prêmio de melhor jogador da Europa, dado pela Uefa. Além do mais, é um dos grandes favoritos ao prêmio da Bola de Ouro da Fifa.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Técnico

O treinador do Real Madrid é o francês Zinedine Zidane. Três vezes eleito o melhor jogador do mundo, Zizou teve uma carreira brilhante como jogador conseguindo títulos como os da Copa do Mundo e da Champions League, além de ser um dos grandes ídolos da história do Real Madrid.

Como técnico, Zidane já mostrou que pode ser tão brilhante como foi quando era jogador. Em meia temporada, deu jeito num time sem esperanças e levou até o título da Champions League, tornando-se um dos poucos a conseguir o feito como atleta e treinador. Além disso, Zizou teve a capacidade de recuperar alguns atletas em má fase e ver potencial em outros para assumir a titularidade da equipe. A confiança dele em alguns atletas foi fundamental para o sucesso.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Expectativa para temporada 2016/17

Após conquistar o título da Uefa Champions League com apenas meia temporada de trabalho, Zinedine Zidane terá o maior desafio de sua carreira como técnico: tentar comandar o Real Madrid uma temporada inteira, desde o início. Mas para quem é ídolo do clube e mudou muita coisa entre janeiro e junho, isso não deve ser problema.

Zidane optou por manter seu elenco em vez de tentar grandes contratações. Com poucas opções no mercado, mais uma vez o Real Madrid pouco se movimentou e vai manter a base da equipe que já joga junta há três temporadas, no qual conquistou duas Champions League.

O Real Madrid sob o comando de Zidane foi além do título da Champions League. A equipe merengue também brigou pelo título do campeonato espanhol até a última rodada. Um dos grandes objetivos da temporada deverá ser conquistar novamente a La Liga e acabar com a hegemonia do Barcelona - e também o jejum merengue que dura desde 2012.

Mas o grande objetivo do Real Madrid na temporada deve ser o título da Champions League. Antes disso, o time disputará o Mundial de Clubes da Fifa. No início desta nova temporada, já se mostrou forte o suficiente sem suas grandes estrelas e conquistou o título da Supercopa da Europa.

Mesmo sem as estrelas o Real Madrid conseguiu superar o Sevilla na final da Supercopa da Europa (Foto: UEFA)
Mesmo sem as estrelas o Real Madrid conseguiu superar o Sevilla na final da Supercopa da Europa (Foto: UEFA)