Apesar da goleada, Luis Enrique critica intensidade da equipe: "Foi um resultado enganoso"

Treinador do Barcelona elogiou muito a atuação de Sergio Roberto, que se tornou titular da lateral-direita após a saída de Daniel Alves

Apesar da goleada, Luis Enrique critica intensidade da equipe: "Foi um resultado enganoso"
Apesar da goleada, Luis Enrique critica intensidade da equipe: "Foi um resultado enganoso"

Depois da goleada do Barcelona por 5 a 0 sobre o Sporting Gijón, fora de casa no estádio El Molinón, o técnico Luis Enrique falou em coletiva de imprensa. O treinador achou que o resultado largo foi exagerado e se mostrou crítico com a falta de intensidade de seus jogadores em boa parte da segunda etapa.

"Muito feliz pela vitória. Jogar em ganhar fora de casa é um condicionamento perigoso para todos os envolvidos. E mais contra o Sporting, que tem muito intensidade. Fomos capazes de criar oportunidades para resolver antes do intervalo e logo na segunda parte demoramos para entrar na partida. O resultado foi enganoso. Pareceu fácil, mas não foi assim, para nada". E ainda completou: "Nosso inicio do segundo tempo foi muito fraco, sem a intensidade necessária. Falamos no intervalo que deviamos definir o jogo, mas não fizemos e o Sporting teve chances. Até a expulsão de Lora eles estavam na partida. Temos que melhorar", declarou Luis Enrique.

O treinador também elogiou muito a atuação de Sergio Roberto, que ganhou a disputada pela lateral-direita de Aleix Vidal. "Eu não vejo um lateral-direito melhor para o Barça e me encanta que ele esta´tendo gosto de jogar pela posição. Nos permite muitos recursos. Hoje estivemos bem pela laterais com os rivais mais fechados, mas podemos melhorar ainda mais. Estou contente com a contribuição de todos, mas temos que melhorar".

Sobre ter jogadores polivalentes que atuam em vários posições Lucho falou: "Tenho muitas possibilidades, hoje com o triângulo Digne, Arda e Neymar pela esquerda, Sergio Roberto, André Gomes e Rafinha na direita, funcionaram muito bem. Em função que vemos utlizamos determinados jogadores. É interssante o técnico ter opções no banco para mudar quando necessário. É muito bom ter esses perfis de jogadores".

Para finalizar Luis Enrique comentou da situação do Sporting Gijón, sua equipe de coração. "Eles fecharam com 13 jogadores e devem se adaptar pelo que o treinador quer. Tem que pensar em somar entre 40 e 42 pontos para se salvar. Seria ingenuo e ridiculo pensar que eles brigarão por outros coisas".