Após novo tropeço, Zidane nega crise e afirma: "Temos que trabalhar mais"

Treinador dos merengues admitiu que algo não está bom para o Real Madrid, mas negou que seja uma crise

Após novo tropeço, Zidane nega crise e afirma: "Temos que trabalhar mais"
Foto: Javier Soriano/AFP/Getty Images

O surpreendente empate do Real Madrid diante do Eibar dentro do Santiago Bernabéu acendeu de vez o alerta máximo para a equipe comandada por Zinédine Zidane. Os pontos perdidos custaram a liderança do Campeonato Espanhol ao time merengue. Em entrevista coletiva, o treinador negou que exista uma crise instalada no time madrilenho, mas reforçou que não está satisfeito com os últimos resultados.

Não estamos em crise, mas não podemos nos fazer de loucos. É claro que tem algo acontecendo se empatamos três partidas seguidas na liga. Temos que trabalhar mais e ter mais intensidade no começo das partidas”, relatou Zidane que disse ainda confiar no grupo que tem para reverter a situação atual.

O lateral Carvajal foi outro a negar que haja algum desespero pelos tropeços recentes: “Não temos que nos preocupar, mas temos coisas a melhorar. Esperamos conseguir os três pontos diante do Betis”.

Um dos líderes do elenco merengue, Pepe questionou a postura do time dentro de campo. “Precisamos igualar mais a intensidade e o ritmo do rival, só assim temos como aproveitar a qualidade que temos. Temos que lutar para igular o nível de intensidade e fazer a diferença com a qualidade que temos”, afirmou o defensor.

O Real Madrid volta a campo apenas no dia 16 de outubro por conta das paradas dos campeonatos europeus para que sejam realizadas as partidas das seleções na data Fifa. Quando retornarem para Madrid, os jogadores terão que responder às críticas diante de um Betis ameaçado pela zona de rebaixamento.