No retorno de Messi, Barcelona recebe La Coruña visando a liderança da Liga

Argentino foi relacionado após três semanas em que esteve lesionado, e será o principal trunfo catalão que busca se recuperar na competição

No retorno de Messi, Barcelona recebe La Coruña visando a liderança da Liga
Barcelona
Deportivo La Coruña
Barcelona: Ter Stegen; Rafinha, Piqué, Umtiti, Digné; Busquets, Arda Turan, Iniesta; Neymar, Suárez, Alcácer (Messi).
Deportivo La Coruña: Lux; Juanfran, Albentosa, Sidnei, Navarro, Luisinho; Mosquera, Borges, Çolak, Bruno Gama; Florín Andone.
ÁRBITRO: José María Sánchez Martínez.
INCIDENCIAS: Partida válida pela oitava rodada da La Liga 2016/17. Realizada no Estádio Camp Nou, em Barcelona, na Espanha.

Após uma pausa de praticamente duas semanas devido a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, a La Liga está de volta neste final de semana. Precisando da vitória para encostar nas primeiras colocações da competição, o Barcelona recebe neste sábado (15) o Deportivo La Coruña no Camp Nou, à partir das 11h15 horário de brasília.

Derrotado na rodada passada em um grande confronto frente o Celta de Vigo em Balaídos, o Barcelona necessita mais do que nunca dos três pontos neste sábado para não perder os seus adversários de vista na parte de cima da tabela. Contando com um tropeço do rival Real Madrid que havia empatado em casa com o Eibar, os catalães tiveram a grande oportunidade de alcançar a liderança, mas a derrota em Vigo deixou a equipe apenas na quarta colocação.

Após três semanas de afastamento com uma lesão no adutor, Lionel Messi será a grande novidade do Barça, mas deve iniciar o duelo no Camp Nou no banco de reservas. Rakitic e Umtiti são outros nomes de peso que voltam a ficar a disposição.

Dono de uma campanha extremamente irregular e oscilante neste início de Liga, o La Coruña parece ter se acostumado com a ideia da temporada passada em ter a permanência na elite espanhola como seu único objetivo. Sem nenhuma grande apresentação até então, a equipe coleciona duas vitórias, dois empates e três derrotas na competição. Diante do Barcelona, os Herculinos buscam quebrar o tabu de oito anos sem vencer os catalães.

Atuando no campo do adversário o jejum se torna ainda maior, já que a última vitória do La Coruña no Camp Nou ocorreu na temporada 2000/01, quando a equipe contava com Djalminha em seu elenco. O brasileiro em questão foi quem inaugurou o placar que terminaria em 3 a 2 naquela noite.

Luis Enrique defende Piqué após polêmica e fala sobre quem deverá iniciar o duelo deste sábado entre os titulares

Precisando vencer para encostar novamente na liderança da Liga, e tendo como adversário na próxima semana o Manchester City pela Uefa Champions League, Luis Enrique falou muito nesta sexta-feira (14) sobre como deve encarar o La Coruña e evitou falar sobre o duelo da próxima quarta-feira (19) diante dos ingleses na Catalunha.

"Nosso rival deste sábado teve duas semanas para se preparar para esta partida. Tenho em minha mente que o Deportivo complicará nossa vida e fará uma partida muito dura. Faz poucos gols mas tem empatado os últimos jogos aqui no Camp Nou contra nós. É um compromisso especial após esta pausa de 14 dias. Ainda não decidir quais serão os 11 titulares, mas o importante é que recuperamos Léo e outras peças importantes, e isso é fundamental neste período de muitos jogos em sequência", revelou o comandante.

"Só há uma partida em nossa mente atualmente, que é o deste sábado contra o Deportivo. Na situação que estamos na Liga temos que pensar em recuperar os pontos perdidos. Tivemos apenas dois dias para nos preparar integralmente e seria um equívoco enorme pensar em um confronto que está mais adiante", complementou.

Questionado sobre a última confusão envolvendo Gerard Piqué, que declarou que irá se aposentar da Seleção Espanhola após a Copa do Mundo da Rússia, Luis Enrique defendeu o defensor de sua equipe. Piqué também ressaltou por mais uma vez durante a semana seu desejo de presidir o Barcelona no futuro.

"Falta muito ainda para a disputa do Mundial. Estão dando muita importância para isso sendo que a competição em questão está longe de acontecer. A habilidade de se comunicar é enorme quando tratamos de Piqué. Ele está acostumado a receber críticas. Se explica muito bem quando fala sobre a Espanha e pode fazer o que quiser aqui no Barça. Ser o treinador, presidente. Primeiro porque é um torcedor fanático do clube, e segundo porque ele está preparado desde já para uma função desta importância", concluiu.

Mosquera reforça ambição do La Coruña em pontuar pela terceira vez consecutiva no Camp Nou

Destaque da equipe herculina mesmo com uma campanha fraca neste temporada, o meio-campista Pedro Mosquera falou sobre a importância do duelo frente ao Barça. Após os dois últimos empates quando visitou o Barcelona no Camp Nou, Mosquera ressaltou o desejo de repetir a dose pela terceira vez em sequência.

"Pontuar lá uma vez é complicado, por duas vezes, ainda mais, fazer isso três vezes seria algo incrível. Vamos com muita ambição para esta partida, todos estão trabalhando de uma maneira fantástica e vamos fazer uma partida com seriedade para sair de lá com pelo menos um ponto", declarou o meia espanhol.

Mosquera ainda falou sobre o desempenho de sua equipe e de suas apresentações individuais neste início de temporada.

"Fizemos oito pontos até então, estamos no meio da tabela, nos complicou muito o confronto frente o Leganés, mas vamos buscar a cada dia evoluir um pouco para aumentarmos a segurança e a confiança do grupo, para chegar na hora do jogo e realizar boas partidas. Ressalto que a partida chave para este desempenho oscilante foi o jogo com o Leganés. Se tivéssemos vencido estaríamos com 11 pontos, e provavelmente alcançaríamos uma posição que dá vagas para as próximas competições européias", afirmou.

"Depois do jogo contra o Eibar, onde acredito que joguei em um bom nível, tive uma queda de rendimento. Sou muito autocrítico e penso que diante Alavés e Leganés meu desempenho foi muito abaixo do que eu posso apresentar. Na última rodada contra o Sporting Gijón tive uma evolução, e espero dar sequência nela. Amo estar aqui no La Coruña, por isso renovei meu contrato. Eles apostaram no meu futebol quando estava no Elche, é uma honra enorme atuar no clube da minha cidade, e ainda mais em ser o capitão. Foi um sonho de criança que se tornou realidade", finalizou.