Dirigente do Borussia admite iniciar conversas com Real Madrid por Aubameyang

Joachim Watzke afirmou que caso o clube espanhol queira negociar o passe do atleta, o clube alemão irá conversar

Dirigente do Borussia admite iniciar conversas com Real Madrid por Aubameyang
Foto: Alexandre Simoes/Borussia Dortmund/Getty Images

Um dos melhores centroavantes do futebol mundial na atualidade, Pierre-Emerick Aubameyang já afirmou que um dos seus sonhos desde pequeno é ser jogador do Real Madrid. Sendo o grande jogador que é, além de ter dito o que disse, ele com certeza atraiu o interesse do clube merengue, que deve ir com força atrás dos seus serviços em breve.

O diretor do Borussia DortmundJoachim Watzke, deixou o assunto ainda mais interessante em entrevista na manhã desta segunda-feira (17), onde disse que caso o clube espanhol queira negociar com o centroavante gabonês, o clube alemão irá conversar, mas afirmou que não vai ser algo "fácil", já que o clube aurinegro quer permanecer com o atleta: "Se o Real Madrid vier, conversaremos, mas não será fácil. Sua transferência não será automática. Queremos que fique conosco", afirmou Watzke ao portal inglês Sky Sports.

Nas últimas temporadas, o Dortmund vem "abrindo mão" de vários atletas que brilharam no clube, como Mats Hummels Robert Lewandowski, que foram para o rival Bayern de Munique, e Ilkay Gundogan, que foi ser treinado por Pep Guardiola no Manchester City. Watzke foi questionado se o atleta seguirá o mesmo destino que seus ex-companheiros de clube, mas ele disse que a diferença do gabonês para os outros é o tempo de contrato, já que Aubameyang tem vínculo com o clube aurinegro até 2020.

"A diferença dele para os jogadores que nos deixaram há pouco tempo é que tem contrato longo, que se estende até 2020. Não há nenhuma pressão, em absoluto. E não tenho também a impressão de que quer sair", finalizou Watzke.

Vale lembrar que, mesmo com o interesse, o Real Madrid pode até acertar a contratação do centroavante, mas ele só estaria apto a atuar com o uniforme merengue apenas em 2018, por conta da sanção aplicada pela Fifa sobre o clube espanhol pela irregularidade nas transferências de menores de ida. O clube entrou com um recurso no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) para tentar abolir a punição.