Mario Suárez relata desavença com Simeone: "Não me deixou sair quando queria"

Mario, ex-jogador do Atlético, esteve em um programa espanhol e explicou a sua relação com Simeone e a saída do Atléti

Mario Suárez relata desavença com Simeone: "Não me deixou sair quando queria"
Foto: Dani Mullor/VAVEL

O ex-jogador do Atlético de Madrid, Mario Suárez, que atualmente joga no Valencia emprestado pelo Watford, esteve no programa espanhol “Tempo de Jogo” e falou sobre o seu passado colchonero e sua relação com Diego Simeone, afirmando que apesar das diferenças, seguem mantem um relacionamento muito bom.

Mario atuou pelo Atléti de 2005 a 2008, saiu para o Mallorca e em seu retorno ficou de 2010 a 2015, trabalhando com Simeone de 2011 até o ano passado.  No programa, Mario explicou o motivo de sua saída do Atlético e as diferenças que tem com Simeone: “Eu não tive uma decepção com Cholo, houve um momento que eu decidi sair e não me deixaram. Sempre que eu jogava uma certa quantidade de partidas, me convocavam para a seleção espanhola e eu queria procurar uma sequência de partidas fora, porque no Atlético eu não teria, mas nesse momento Simeone não me deixou sair”, comentou.

Mario saiu do Atléti em 2015 depois de ter conquistado uma Uefa Champions League, uma La Liga, duas Supercopas da Uefa, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha. Quando saiu, se transferiu para a italiana Fiorentina, onde atuou em 2015/16 e não teve uma boa sequência, só participando de nove oportunidades. Na mesma temporada, se transferiu para o médio clube inglês Watford e agora está emprestado ao Valencia para a temporada vigente.