Barça, Real Madrid e Atlético: times espanhóis dominam lista de indicados à Bola de Ouro 2016

Clubes espanhóis tiveram 13 indicados ao prêmio, quase metade dos candidatos, e dominaram lista

Barça, Real Madrid e Atlético: times espanhóis dominam lista de indicados à Bola de Ouro 2016
Barça, Real Madrid e Atlético: times espanhóis dominam lista de indicados à Bola de Ouro 2016

Que a Espanha vem dominando o futebol europeu nos últimos anos, isso todos já sabem. Este tal domínio dos clubes espanhóis mostrou suas caras mais uma vez nesta segunda-feira (24), quando a France Football anunciou os 30 indicados ao prêmio Bola de Ouro, que voltou a ser desvinculado à maior entidade do futebol, a Fifa.

Dos 30 nomes indicados para o prêmio, incríveis 13 deles atuam no futebol espanhol, quase metade dos candidatos, mostrando que a Espanha ainda é dominante no cenário europeu. Com isso, a VAVEL Brasil preparou um "resumo" de cada um dos jogadores até agora no ano de 2016.

Atlético de Madrid: Godín, Griezmann e Koke

Diego Godín ainda está, sem dúvida alguma, no seu auge. Com 30 anos, o zagueiro uruguaio se firmou como um dos melhores zagueiros do planeta, e seu 2016 comprova isso ainda mais. Godín foi o grande líder da, mais uma vez, melhor defesa do futebol europeu e quase levou a sua equipe para o tão sonhado título da Uefa Champions League, mas mais uma vez bateu na trave este sonho.

Se tivéssemos que dizer os melhores jogadores de 2016, com certeza Antoine Griezmann estaria, pelo menos, no top 5. O francês teve uma temporada 2015/16 simplesmente brilhante, sendo o grande craque da equipe colchonera, fazendo gols importantes e comandando o ataque, que, mesmo não sendo um dos melhores do mundo, foi eficiente. Além disso, quase levou a França para o topo do futebol europeu, mas ficou apenas com o vice da Eurocopa.

Pode-se dizer que o grande cérebro do Atlético de Madrid chama-se Koke. Mesmo não aparecendo tanto nas "manchetes" por seu jogo cadenciado, mas muito inteligente, o meia espanhol se destacou como sempre, sendo, além de um grande jogador, um líder dentro de campo, organizando o time para o sucesso.

Barcelona: Iniesta, Messi, Neymar e Suárez

Quarteto do Barça foi mágico mais uma vez (Foto: Getty Images)
Quarteto do Barça foi mágico mais uma vez (Foto: Getty Images)

Quando falamos de genialidade com a bola nos pés, falamos de Andrés Iniesta. Mesmo aos 32 anos, Iniesta segue sendo um verdadeiro craque, organizando jogadas e sendo o capitão desta máquina chamada Barcelona. Em um ano incrivelmente regular, o meia merecia estar entre os 30 melhores jogadores para a Bola de Ouro.

Bem, o que falar de Lionel Messi? Mesmo sofrendo com algumas lesões na temporada 2015/16, o argentino fez o que costuma fazer: mágica. Gols, assistências, genialidade e mágica fizeram parte do cartel do argentino em mais uma temporada. Ele é um dos fortes candidatos ao prêmio, mesmo com uma quantidade de jogos reduzidos em relação à outros jogadores.

Neymar se firmou de vez como um dos melhores jogadores do planeta após sua temporada 2015/16. Nos momentos em que Messi esteve contundido, o brasileiro chamou a responsabilidade e foi genial, sendo um dos grandes destaques dos títulos do Campeonato Espanhol Copa do Rei junto de Luis Suárez.

Falando no uruguaio, Suárez foi simplesmente espetacular, monstruoso e quaisquer outro apelido que quiserem dar. Fora ridículos 40 gols e 16 assistências no último Campeonato Espanhol, sendo, claramente, eleito o melhor jogador da competição. Se pegarmos toda a temporada passada, foram absurdos 65 gols e 27 assistências, juntandos todos os jogos de Barcelona e Seleção Uruguaia no ano. Se existe alguém que pode vencer o provável prêmio de Cristiano Ronaldo, ele é esse alguém.

Real Madrid: Bale, Ronaldo, Kroos, Modric, Pepe e Sergio Ramos

Dupla teve um 2016 sensacional (Foto: Getty Images)
Dupla teve um 2016 sensacional (Foto: Getty Images)

Gareth Bale teve, provavelmente, o melhor ano da sua carreira. Além de ser decisivo, mais uma vez, na campanha do Real Madrid rumo a sua 11ª orelhuda, ele foi o responsável pela campanha histórica de País de Gales na Eurocopa, que caiu apenas na semifinal para Portugal. Ele contribuiu com vários gols e assistências importantes durante todo o ano e deve estar numa ótima posição ao fim da votação.

A quarta Bola de Ouro é apenas uma questão de tempo. A máquina Cristiano Ronaldo teve mais uma temporada simplesmente genial, marcando 57 gols e distribuindo 15 assistências, contando Portugal e Real Madrid, além de ter sido, mais uma vez, o artilheiro da Uefa Champions League, campeonato conquistado por ele pela terceira vez na carreira. Além disso, o inédito e tão sonhado título europeu de Portugal praticamente carimbou mais uma conquista individual na carreira do português.

Kroos e Modric dão a magia ao meio de campo merengue (Foto: Getty Images)
Kroos e Modric dão a magia ao meio de campo merengue (Foto: Getty Images)

Havia muita desconfiança em Toni Kroos após sua chegada ao Real Madrid... agora não há mais. Jogando numa posição mais confortável após a chegada de Zinedine Zidane, o meia alemão rendeu o esperado, sendo um dos jogadores mais eficientes da última temporada, com muitos passes para gol. Lugar merecidíssimo entre os 30 da premiação.

Porém, não existe alguém mais importante no meio de campo merengue que Luka Modric. O croata é a cabeça pensante da equipe, e, jogando numa posição que deixa seu jogo fluir melhor, atuando mais à frente que o comum, Luka foi simplesmente mágico, sendo mais que importante na grande campanha que deu mais um título de UCL para os merengues.

Dupla de zaga fez uma grande temporada e foi essencial para o título da UCL merengue (Foto: Getty Images)
Dupla de zaga fez uma grande temporada e foi essencial para o título da UCL merengue (Foto: Getty Images)

A fama de zagueiro "bruto e agressivo" não faz mais parte do cartel do luso-brasileiro Pepe. Ele foi, sem sombra de dúvidas, o melhor zagueiro merengue na última temporada e um dos melhores do futebol europeu. Pepe teve uma regularidade simplesmente fantástica, fazendo grandes partidas que deram o sucesso para o clube merengue. Além disso, assim como Cristiano Ronaldo, ele foi campeão europeu com Portugal, o que deve colocá-lo numa posição ao fim da votação.

Ele é figurinha garantida na votação. Mesmo com uma temporada de altos e baixos, Sergio Ramos figura entre os 30 após fazer uma bela dupla com seu parceiro Pepe. Mesmo não fazendo o ano que queria, ele foi, mais uma vez, um personagem capital no título de mais uma Champions, além de fazer um gol decisivo na final da Supercopa da Europa.

13 dos 30. Essa é a quantidade de jogadores que atuam no futebol espanhol no prêmio à Bola de Ouro. Provavelmente o top 5 será apenas com jogadores que atuam na Espanha, o que mostra a força da liga.