Sampaoli anuncia saída do Sevilla para assumir a Argentina

Treinador diz que partida contra o Osasuna, sábado, em casa, será sua última à frente do clube rojiblanco

Sampaoli anuncia saída do Sevilla para assumir a Argentina
Sampaoli chegou ao comando do Sevilla no início desta temporada

O técnico Jorge Sampaoli confirmou nesta sexta-feira (19) os rumores de que deixará o Sevilla ao fim da atual temporada para assumir a Seleção Argentina. Em entrevista coletiva, o treinador confirmou que a partida contra o Osasuna, sábado (20), em casa, será sua última à frente do clube rojiblanco.

Meu sonho desde que tenho uso da razão é dirigir a seleção da Argentina. Como argentino, não posso recusar essa chance, ainda que se rompa uma carreira na Europa que comecei muito bem. Tenho que estar aí”, afirmou o treinador, um dos primeiros nomes da AFA (Associação de Futebol Argentino) desde a demissão de Edgardo Bauza, em abril.

Agora falta que a AFA e o Sevilla resolvam o vínculo contratual que me une com esta entidade”, ponderou. “Isso se fará depois deste jogo contra o Osasuna, que desejo que seja uma festa, porque ganhamos a Liga que tínhamos que ganhar, atrás dos três grandes, e durante 30 rodadas brigamos com eles para ganhar a Liga”.

Campeão da Copa América 2015 pelo Chile em cima da própria Argentina, Sampaoli reconheceu a difícil missão que encontrará na Albiceleste. Afinal, os hermanos perderam para a Bolívia, por 2 a 0, em La Paz, na última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo de 2018, e caíram para a quinta colocação.

É um objetivo muito complexo”, confessou. “Chegou a Argentina e virou totalmente a possibilidade de concretizar este projeto no Sevilla. Me custou muito chegar a dirigir na Europa e consegui por um momento que toda a Europa falasse do Sevilla. Estou muito agradecido a este clube, mas se trata da Argentina”, destacou Sampaoli, exaltando seu trabalho à frente do Sevilla.

O Sevilla enfrenta o Osasuna neste sábado (20), às 16h, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, pela última rodada da La Liga. O time rojiblanco tem 69 pontos, ocupa a quarta colocação na tabela e não mudará de posição independente do resultado obtido na despedida de Sampaoli.