Em meio a rumores, Neymar decide mais uma vez e Barcelona vence United

Resultado tirou as chances dos Red Devils de serem campeões da Champions Cup; Blaugranas decidem título contra Real Madrid no sábado

Em meio a rumores, Neymar decide mais uma vez e Barcelona vence United
Brasileiro garantiu segunda vitória de novo treinador do Barça (Foto: Robbie Jay Barratt / AMA via Getty Images)
Barcelona
1 0
Manchester United
Barcelona: Cillessen; Semedo (Vidal), Mascherano (Piqué), Umtiti (vermaelen) e Alba (Digne); Busquets (Sergi Roberto (Samper)), Carlos Aleñá (Iniesta) e Rakitic (Denis Suárez); Messi (Turan), Suárez (Alcácer) e Neymar (Munir).
Manchester United: De Gea (Romero); Valencia (Tuanzebe), Lindelöf (Bailly), Smalling (Jones) e Blind (Darmian); Carrick (Fellaini), Pogba, Mkhitaryan (Pereira) e Lingard (Martial); Rashford e Lukaku.
Placar: 1-0, min. 31, Neymar.
ÁRBITRO: Armando Villarreal. Amarelo: Fellaini 83'.
INCIDENCIAS: partida válida pela champions cup 2017, versão dos estados unidos, realizado no FedEx Field, em maryland.

Em um primeiro tempo extremamente movimentado, Neymar foi o único que conseguiu chegar às redes na noite desta quarta-feira (26), em partida amistosa pelo torneio de pré-temporada da Champions Cup 2017, versão dos Estados Unidos, entre Barcelona e Manchester United. O gol do brasileiro foi o único do jogo e garantiu a vitória dos espanhóis pelo placar mínimo no FedEx Field, em Maryland. 

O resultado positivo encerrou as chances dos Red Devils de serem campeões do certame, visto que agora encerram a campanha com cinco pontos ganhos. Para o Barça, por outro lado, o título ainda é realidade, visto que chegam aos seis pontos e o jogo contra o Real Madrid, no próximo sábado (29) irá definir se a equipe de Ernesto Valverde voltará com o troféu. 

Além do El Clásico, os Blaugrana ainda jogam contra a Chapecoense nessa pré-temporada, no próximo dia 7, em amistoso no Camp Nou. O United retorna para a Europa para jogar contra o Valerenga na Noruega, e com a Sampdoria em Dublin, antes de iniciar sua campanha na temporada regular. 

Primeiro tempo é movimentado em ações ofensivas, mas acaba com Barça vencendo por 1 a 0

O Manchester United teve a primeira chance do jogo, visto que teve a bola por mais tempo nos primeiros dois minutos. Rashford achou Lukaku em cruzamento rasteiro, mas o belga teve de se jogar para chegar na bola, não chutando da maneira que queria. A primeira chegada com mais perigo do Barcelona, por outro lado, aconteceu três minutos depois com uma arrancada de Neymar, que acabou tocando para o lado e Messi, livre de marcação à frente, arriscou um chute que foi defendido em dois tempos por De Gea.

Alguns segundos depois, Suárez recebeu bola e, no um contra um, arrematou cruzado, mas o goleiro espanhol fez nova defesa. O Barça continuou cutucando a defesa adversário e Messi, novamente, recebe bola de frente para o gol, avança com a redonda e bate de fora, mas bola passa à esquerda de De Gea. Nessa ideia de chutes de fora, o United entra também. Pogba, aos 15, arrisca depois de conseguir se equilibrar, mas Cilessen faz a defesa. 

Aos 17, Rashford faz jogada individual pela esquerda depois de receber a bola, mas chute sem ângulo é defendido pelo arqueiro adversário. A movimentação ofensiva continuou e quando o relógio marcava 27 minutos, Neymar recebeu boa bola dentro da área e chutou de frente para De Gea, mas o espanhol levou a melhor. Contudo, o brasileiro conseguiu roubar bola de Valencia dentro da área aos 30 e chutou no canto esquerdo do arqueiro adversário e o venceu com facilidade, visto a proximidade que ambos estavam. 

Já aos 40, Suárez recebeu bola na área em uma cobrança, se aproveitou de erro da zaga e virou um voleio, defendido no reflexo por De Gea. 

Etapa final não tem movimentação da primeira e Barcelona garante resultado positivo

Diferente do que foi no primeiro tempo, a etapa final mostrou-se com ritmo fraco no seu início, com os times mostrando-se mais cautelosos em relação ao adversário, sem sair tanto para o ataque como antes. Isso pode se dar, também, às substituções, visto que muitos jogadores que entraram não têm as características de explosão ofensiva que os da fase inicial tinham.

O United quase chegou ao empate quando, aos 20 minutos, Martial, que havia entrado há poucos minutos, arriscou um chute de fora colocado, mas a bola passou à esquerda do goleiro oponente. No minuto seguinte, a resposta do Barça veio com Paco Alcácer que, se aproveitando de sua velocidade, venceu a marcação e ficou de cara com Romero, mas o goleiro argentino fez a defesa. Pereira tentou chute de fora também aos 24, mas muito por cima das traves. Por fim, o United tentou o empate, mas sem sucesso, principalmente com Rashford ainda nos acréscimos.