Pai de Neymar reitera escolha do acerto com PSG: "Foi decisão dele"

Empresário do jogador ainda falou sobre as relações com a diretoria e que o filho está animado para o novo desafio

Pai de Neymar reitera escolha do acerto com PSG: "Foi decisão dele"
Foto: Getty Images

O brasileiro Neymar foi apresentado neste sábado (5) ao Paris Saint-Germain​ depois de muita polêmica. O pai do jogador, que também se chama Neymar, deu entrevista para a rádio Cadena COPE e falou sobre alguns aspectos da transição e de como a decisão foi tomada.

"Eu estava do lado do Barcelona, tentando convencer ele a ficar. Mas, com a atitude da diretoria, eu mudei de ideia. Foi uma decisão dele, é onde ele sonha em estar", declarou.

Neymar disse que o filho teve tempo para pensar na decisão: "Esperamos pelo momento certo, no qual a gente achou que fosse o certo, com tempo para pensar com calma a decisão. Tivemos esse tempo e quando ele voltou da China, ele tomou a decisão. Nos informamos o Barça sobre a vontade dele e pedimos ao PSG para pagar a multa".

Sobre os motivos da saída de seu filho, Neymar declarou que é um desafio necessário para o brasileiro: "Ele quer mudar seu destino. Tiveram vários problemas e eu não consigo citar todos aqui. Neymar não quer mais ser a sombra. O Barcelona tem um foco [no Messi] e ele sempre seria isso, não só pelo amor e respeito de Neymar por Leo, além disso, ele é seu ídolo", começou o pai do jogador. "Imagina todo mundo dizendo que ele tinha que ser o substituto [de Messi]. Ele não quer ser substituto. Neymar tem que trilhar seu próprio caminho e aceitar do desafio que lhe foi apresentado. Não era justo para Leo nem Ney. Ele poderia ir para qualquer clube e ser uma sobrea... não que ele queira ser o número 1. Ele está arriscando. Você realmente acha que o PSG garante a Bola de Ouro?", disse o empresário. 

Falando de assuntos mais íntimos, Neymar disse que não poderia não apoiar o filho: "Você, como um pai, se coloca na posição dele, quando seu filho toma uma decisão, o que você faz? O que eu falo para ele, falo para ele ficar? E amanhã ele joga na minha cara e me diz 'você não me deixou ir'... mesmo que a responsabilidade também seja minha. Ele joga futebol e eu administro a carreira dele."

Os jogadores do Barça mostraram apoio a Ney nas redes sociais e seu pai disse que com a filha será do mesmo jeito: "Meu filho vai viver a vida dele e nós vamos apoiá-lo e encorajá-lo para que tudo ocorra bem. Como todos os jogadores do Barcelona fizeram com ele, nós vamos mostrar nosso apoio."

​Muito se foi especulado sobre a possível saída de Ney do Barça e seu pai acredita que ele não poderia ter tido atitudes diferentes durante o processo: "Ele estava muito feliz e orgulhoso de tudo que ele fez no Barcelona e ele saiu pela porta da frente. As pessoas esquecem como as coisas aconteceram. Porque o Neymar deveria falar algo? Ele não deveria falar nada! Que ele tem que fazer declarações em cada janela de transferência, que ele teria que sair, sair ou ficar, sair ou ficar... É claro agora que nossa separação poderia ter sido diferente, mas a vida segue", declarou.

Sobre a multa paga pelo PSG, o pai de Neymar falou de forma clara: "Você entende? O jogador tem que finalizar seu contrato, e caso não, ele tem uma multa a pagar. É bem simples, é bem fácil, é bem claro, o contrato dele ainda mais, graças à Deus".

No processo de transferência, o Barcelona ficou com um bônus de 26 milhões de euros que só seria pago a Neymar caso o brasileiro ficasse no clube: "Bônus de 26m de euros? Se eles não querem nos pagar, não há nada que eu possa fazer. Eu não podia chantagear eles. Nesse momento, o Barcelona perdeu meu apoio. Até o momento, eles tinham. Barcelona teve que fazer o que eles acharam que era certo, mas eu sei o que conversamos e eu consigo olhar nos olhos deles e falar o que foi dito e o que não foi dito."

Neymar deverá fazer sua estreia pelo novo clube no próximo final de semana, quando o PSG encara o Guingamp.


Share on Facebook