De favorito a derrotado: último confronto entre Real Madrid e ingleses na Supercopa

Partida entre Real Madrid e Chelsea em 1998 foi a última vez em que o Real encontrou alguma equipe inglesa e o resultado não foi muito bom para os merengues

De favorito a derrotado: último confronto entre Real Madrid e ingleses na Supercopa
Foto: Ben Radford/Getty Images Sport

Nesta terça-feira (8), Real Madrid e Manchester United entrarão em campo pela Supercopa da Uefa. O duelo será apenas o segundo encontro do Real Madrid com alguma equipe inglesa no torneio que marca o início da temporada futebolística na Europa. No entanto, a última partida não é bem-vinda na mente do torcedor merengue que amargou uma dura derrota frente ao Chelsea nada milionário em 1998.

Ainda em uma era pré-Florentino Pérez, o Real Madrid chegou para a Supercopa como o melhor time do mundo, campeão da Uefa Champions League e campeão do mundo após bater o Vasco na final. Apesar de ainda não estar em uma era galática, grandes nomes do futebol mundial já integravam o elenco madrilenho, dentre eles Roberto Carlos, Seedorf e Raúl

Se o Real Madrid ainda não vivia o auge do seu explendor financeiro, o Chelsea então passava longe do mesmo. Ainda sem o investimento de Roman Abramovich e do misterioso dinheiro russo, os blues conquistaram a surpreendente Copa da Uefa comandados por Gianfranco ZolaMarcel Desailly e Gianluca Vialli - este na função de jogador e treinador - encerrando um jejum de 26 anos sem conquistas.

A normalidade que pairava no lado azul de Londres era mais um motivo para a confiança merengue na vitória, apesar do troféu da Supercopa não ter o apelo de um grande campeonato. Entretanto, o Real Madrid foi mais um time surpreendido pela raça dos italianos Zola, Di Matteo e Vialli somado ao oportunismo uruguaio de Gus Poyet, autor do gol solitário que deu a vitória aos blues.

Poyet finaliza de fora e marca para o Chelsea (Foto: Ben Radford/Getty Images Sport)

Assim, quando ninguém esperava, o gigante Real Madrid se curvava a um mediano Chelsea, de presença constante no meio da tabela da Premier League e que dava seus primeiros passos rumo ao gigantismo que alcança nos tempos atuais. 

De lá pra cá, o que mudou? 

Não que o Real Madrid já não tivesse, mas o futuro de ambas as equipes após 1998 foi pautado no dinheiro e consequentemente no aumento das conquistas que tornaram o Chelsea um dos gigantes do futebol mundial e que consolidaram o Real Madrid como o maior clube do mundo. 

Espanha