Simeone atribui empate com a Roma às chances desperdiçadas

Atlético de Madrid pressionou, mas não conseguiu sair do zero com a Roma no Estádio Olímpico, na Itália

Simeone atribui empate com a Roma às chances desperdiçadas
Foto: NurPhoto/Getty Images

O Atlético de Madrid não saiu do empate por 0 a 0 com a Roma na capital italiana na estreia na Uefa Champions League 2017-18. Mas, apesar de ter jogado fora de casa, foi o time espanhol que mandou no jogo.

Mesmo diante das muitas chances desperdiçadas, o técnico Diego Simeone elogiou o desempenho da equipe, mas lamentou tantos gols perdidos: “Fizemos o que viemos fazer. Tivemos ocasiões de gols, um bom trabalho coletivo de intensidade, pressão. Só nos faltou o gol que é o mais importante”, comentou.

“Espero que este ponto seja importante no futuro e nos ajude a avança na Champions. Saio daqui com uma boa sensação do meu time, tentamos de tudo”, destacou o argentino, reconhecendo o esforço da equipe e valorizando o ponto conquistado fora de casa.

Koke lamenta uma das chances perdidas contra a Roma | Foto: NurPhoto/Getty Images
Koke lamenta uma das chances perdidas contra a Roma | Foto: NurPhoto/Getty Images

Simeone elogiou os adversários do grupo, sabendo que não será fácil conquistar a classificação para a próxima fase: “A Roma é uma grande equipe, com grandes jogadores. Imagino que tanto o Chelsea como nós e a Roma lutaremos até o último momento para ver quem passa dos três para a fase seguinte”.

Koke foi outro que lamentou as grandes chances perdidas pelos colchoneros, mas ressaltou que a equipe fez uma bela atuação: “Fizemos um grande jogo, tudo o que precisávamos fazer para marcar, mas não conseguimos por causa do goleiro, da defesa ou da trave. O time está respondendo bem jogando fora de casa. Só falta marcar o gol”.

Partey em ação contra a Roma, pela UCL | Foto: Anadolu Agency/Getty Images
Partey em ação contra a Roma, pela UCL | Foto: Anadolu Agency/Getty Images

Quem também falou após o jogo foi o meio-campo Thomas Partey, reserva até então, mas que entrou como titular na partida desta terça-feira (12). O ganês gostou de sua atuação, mas ressaltou que “o importante é o coletivo, somente depois vem o pessoal”. “Não é um estádio fácil de se jogar. Tentamos de tudo, buscamos encurralá-los atrás, mas não foi possível. Agora temos que pensar no próximo jogo”, finalizou.

O Atleti retorna à Espanha e no próximo sábado (16) recebe o Málaga, pela quarta rodada do Campeonato Espanhol. Com dois empates nos três primeiros jogos, precisa vencer para encostar nos líderes da competição.