CR7 garante ter mudado estilo de jogo para marcar mais gols: "Ajudam a ganhar"

Em entrevista à youtuber de freestyle, falou sobre mudança para um verdadeiro goleador e que isso é importante na regularidade das suas equipes

CR7 garante ter mudado estilo de jogo para marcar mais gols: "Ajudam a ganhar"
CR7 garante ter mudado estilo de jogo para marcar mais gols: "Ajudam a ganhar"

Que Cristiano Ronaldo se tornou um verdadeiro goleador desde a sua chegada ao Real Madrid isso não é novidade. Em entrevista ao youtuber e freestyler Soufiane Touzani, o português confirmou ter mudado seu estilo de jogo, dizendo que o mais é importante é suas equipes, seja os merengues ou Portugal, vencerem os jogos, e isso seria consequência dos gols marcados por ele.

"A verdade é que mudei a minha forma de jogar porque vencer é o mais importante. Os gols ajudam a ganhar. Posso combinar, primeiro os gols, depois as assistências e a seguir as fintas. O que os torcedores realmente querem é que aconteça os gols e é o que tento fazer o máximo possível", afirmou CR7.

Ganhando fama pelos dribles e jogadas de efeito no Manchester United, Cristiano disse que não foi difícil "deixar" de fazer dribles, já que o maior foco dele atualmente é ajudar, como já dito, Real Madrid e a seleção portuguesa com bolas na rede, tendo as fintas como algo "secundário" no seu estilo de jogo, só que garantiu que ainda continua com alguns dribles durante as partidas.

“Não foi difícil deixar de fazer os dribles, porque ainda faço alguns, mas não tanto como quando jogava no Manchester United. Neste momento, prefiro estar focado em marcar o máximo possível de gols e ajuda o Real Madrid e a seleção portuguesa. As habilidades são o terceiro objetivo, mas continuo a fazer fintas”.

Agora, o atacante se prepara dois importantíssimos jogos pelas Eliminatórias Europeias para Copa do Mundo 2018, quando Portugal terá pela frente Andorra e uma última rodada de arrepiar, quando recebe a atual líder Suíça, com a obrigação de vencer, caso queira ir de maneira direta à Copa da Rússia.

Espanha