Em momentos semelhantes, Real Sociedad e Zenit duelam pela liderança do Grupo L da UEL

Equipe russa lidera chave com apenas um ponto de vantagem e confronto é crucial pela definição do líder do grupo

Em momentos semelhantes, Real Sociedad e Zenit duelam pela liderança do Grupo L da UEL
Foto: NurPhoto
Real Sociedad
Zenit
Real Sociedad: Rulli; Odriozola, Llorente, Iñigo Martínez, De la Bella; Illarramendi, Zurutuza, Xabi Prieto; Januzaj, Willian José, Oyarzabal.
Zenit: Lodygin; Criscito, Ivanovic, Mevlaj, Mammana; Kranevitter, Kuzyayev (Noboa), Paredes; Rigoni, Kokorin, Driussi.
INCIDENCIAS: Partida entre Real Sociedad e Zenit, válida pela última rodada da fase de grupos da Uefa Europa League, em Anoeta

Com suas classificações já garantidas para a fase de 16-avos de final, Real Sociedad e Zenit fazem, nessa quinta-feira (7), o duelo para definir quem ficará na liderança do Grupo L da Uefa Europa League. Apesar de estar em desvantagem na tabela, com 12 pontos, a equipe espahola contará com a energia do Anoeta para derrotar os russos, que conquistaram 13 pontos até aqui.

As duas equipes vêm de resultados distintos em seus campeonatos nacionais. Pela La Liga, a Real Sociedad perdeu para o Atlético de Madrid por 2 a 1, estacionando na nona posição, com 19 pontos conquistados. O Zenit, por sua vez, derrotou o Ural por 2 a 1, se mantendo na segunda posição, com 36 pontos, e continuando à busca do líder Lokomotiv Moscou, que tem 42.

No primeiro encontro entre as duas equipes, em setembro, uma boa vitória do Zenit: com muitas falhas da defesa da Real Sociedad e uma boa atuação de Kokorin, que marcou dois gols, os russos derrotariam a equipe basca por 3 a 1. Emiliano Rigoni faria o outro gol dos mandantes, enquanto que Llorente descontaria para os visitantes.

Em crise, Europa League é esperança da Real Sociedad

O momento da equipe espanhola definitivamente não é dos melhores. Tendo vencido apenas duas das últimas onze partidas em âmbito nacional, incluindo uma eliminação precoce na Copa do Rei, a coisa parece mudar quando a competição se torna internacional. A equipe de Eusebio Sacristán se comporta melhor na Europa League, que, até aqui, é o único ponto destacável da equipe de San Sebastián.

A boa notícia para o treinador espanhol é que quase todo o elenco está a sua disposição para esse importante compromisso, já que o belga Adnan Januzaj se recuperou de uma lesão e está disponível para figurar no onze inicial. As únicas baixas são as de Imanol Agirretxe, que ainda não está 100% em forma, e Jon Guridi.

“Essa partida nos oferece a oportunidade de sermos o primeiro colocado do grupo depois de fazer uma boa fase de grupos, na qual temos todos os méritos para passar. Estou contente com a atitude dos jogadores, que tem noção dos últimos resultados e do aconteceu pela Copa na semana passada. Temos que compensar, de alguma maneira, a decepção que demos aos nossos torcedores.”, disse Eusebio Sacristán.

Competição é o ponto de equilíbrio para Zenit

Se a equipe espanhol não vem no seu melhor momento, a mesma coisa pode se aplicar ao Zenit, que, nas últimas semanas, perdeu muito da sua força em algumas partidas da temporada, vendo, por exemplo, a diferença para o Lokomotiv Moscou, no Campeonato Russo, aumentar para seis pontos, o que resulta em uma remota chance de titulo para a equipe.

Para esse confronto contra a Sociedad, o treinador Roberto Mancini possui algumas dúvidas, principalmente em jogadores que ocupam as posições de volantes da equipe. Existe tanto a possibilidade do equatoriano Christian Noboa entrar na equipe titular, quanto a do russo Daler Kuzyayev. O goleiro Andrey Lunyov, por sua vez, é dúvida para o confronto, já que se recupera de uma lesão. A única certeza é a de que Emiliano Rigoni e Aleksandr Kokorin, dois dos artilheiros da competição, estarão em campo, sendo a grande esperança da equipe da Rússia.

“A Real Sociedad é uma equipe muito forte, talvez a melhor desse grupo. Eles têm um grande número de jogadores rápidos e técnicos. Nós jogamos muito bem contra eles em São Petersburgo, quando o derrotamos, mas eu acho que as duas equipes brigarão pela primeira posição da chave. Muito provavelmente, essa partida será muito excitante e eu espero que a gente vença.”, comentou Roberto Mancini.