Sevilla oficializa contratação do lateral-esquerdo Guilherme Arana, ex-Corinthians

Lateral, destaque do último Campeonato Brasileiro, deixa Corinthians e é anunciado pela equipe espanhola

Sevilla oficializa contratação do lateral-esquerdo Guilherme Arana, ex-Corinthians
Foto: Divulgação/Sevilla FC

Um dos destaques do Corinthians em 2017, o lateral-esquerdo Guilherme Arana foi anunciado, nesta quinta-feira (7), oficialmente como reforço do Sevilla. O atleta de 20 anos já havia confirmado, após a conquista do Campeonato Brasileiro, que as conversas com o clube espanhol existiam e tudo estava muito perto de ser concretizado.

Arana se destaca muito pela sua forte marcação. O jovem, no último Brasileirão, roubou 19 bolas, cometendo apenas 20 faltas e levando três cartões amarelos. Além de contribuir muito ofensivamente, distribuindo quatro assistências e fazendo dois – inclusive um contra o Palmeiras, grande rival do Corinthians. Por isso, for coroado como o melhor lateral-esquerdo da competição, de acordo com a CBF.

Após lograr êxito nos exames físicos e médicos, o atleta assinou com o clube rojiblanco até 2022, por uma quantia em volta de 10,5 milhões de euros. Como a janela de transferências na Europa apenas abre oficialmente no dia 2 de janeiro, Guilherme Arana não poderá representar a camisa de seu novo clube dentro de campo até, pelo menos, essa data.

A equipe, atualmente treinada por Ernesto Marcucci, já que Eduardo Berizzo se recupera de um câncer na próstata, confirmou a sua classificação para as oitavas de final da Uefa Champions League na última quarta-feira (6), quando empataram com o Maribor, ficando em segundo lugar na sua chave, atrás do Liverpool. No Campeonato Espanhol, o Sevilla se encontra na quinta posição, com 28 pontos conquistados.

Adaptação não deve ser um problema, já que o Sevilla conta com muitos jogadores sul-americanos no elenco, incluindo o meio-campo Paulo Henrique Ganso, único brasileiro no plantel. Por posição, Guilherme Arana brigará com o espanhol Sergio Escudero, atual titular, e o francês Lionel Carole pela vaga no onze inicial.