Boas atuações e título: Mundial de clubes pode resgatar confiança em Real Madrid e Zidane

Com tropeços no início da temporada, time merengue quer retomar as boas atuações para a metade final da temporada

Boas atuações e título: Mundial de clubes pode resgatar confiança em Real Madrid e Zidane
Foto: Dani Mullor/VAVEL

O começo de temporada do Real Madrid não foi nem perto do esperado para um time campeão espanhol e bi-campeão da Uefa Champions League. Após um atropelo sobre o maior rival Barcelona na Supercopa da Espanha, a equipe acumulou tropeços em casa na La Liga, atuações de baixo nível e já chegou na última rodada da fase de grupos da UCL sem chances de brigar pelo primeiro lugar.

Defesa instável, jogos sem nem sequer marcar gols, Cristiano Ronaldo e Benzema em má fase - apesar do português ser artilheiro da Champions -, lesões e a desconfiança de um time que parecia ter perdido o fôlego depois de duas temporadas em altíssimo nível e da saída de alguns jogadores mais experientes do plantel.

Foto: Daniel Nieto/VAVEL
Foto: Daniel Nieto/VAVEL

A goleada por 6 a 0 sobre o APOEL foi ofuscada pelo sufoco para conseguiur a vitória sobre o La Coruña em pleno Bernabéu, logo após um empate com o Fuenlabrada pela Copa do Rei fez aumentar ainda mais a desconfiança nos jovens reservas, mesmo com o time conseguindo a classificação.

O trabalho do treinador Zinedine Zidane já vinha sendo questionado e o empate sem gols com o Athletic Bilbao deixou a semana ainda mais tensa. Mas a vitória sobre o Borussia Dortmund e a goleada por 5 a 0 sobre o Sevilla reacenderam a esperança do time que agora está em Abu Dhabi para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa.

O clube merengue tem a oportunidade de conquistar um título - o quinto em 2017 - para tentar diminuir o questionamento dos torcedores, amenizar as críticas e dar tranquilidade para o time trabalhar. O bi-campeonato mundial pode ser a virada de página que o time precisa para engrenar de vez na temporada, pode dar a confiança que falta para os jogadores e para Zidane, sendo a motivação para os próximos desafios que não serão nada fáceis.

Foto: Daniel Nieto/VAVEL
Foto: Daniel Nieto/VAVEL

A primeira partida no Mundial é contra o Al-Jazira, time local que quer surpreender e não facilitar as coisas para o Real. Caso vença, enfrentará o Grêmio na final e os obstáculos não param por aí. Na volta para a Espanha, o adversário é o Barcelona e uma derrota significaria praticamente dar adeus às chances de título no Campeonato Espanhol.

O mês de dezembro não chegou com espírito natalino para o Real Madrid e as resoluções de ano novo podem ser feitas sob muita pressão. Ou, em caso de título, o branco do uniforme pode fazer valer a tradição e trazer a paz que o clube precisa para continuar a jornada rumo aos títulos.