Desafeto no Barcelona, Ibrahimovic chama Guardiola de 'imaturo'

Atacante explica entrevero com técnico na época de Barcelona

Desafeto no Barcelona, Ibrahimovic chama Guardiola de 'imaturo'
Guardiola e Ibrahimovic trabalharam juntos no Barça, em 2009 e 2010 (Foto: Foto: Lluis Gene/AFP)

Muitas personalidades famosas no mundo do futebol consideram Pep Guardiola o maior técnico de todos os tempos. Zlatan Ibrahimovic, por outro lado, não o vê com essa pompa toda. Em entrevista nesta quarta-feira (13) ao canal Sky Sports Italia, o atacante sueco criticou o técnico espanhol e explicou o entrevero que ambos tiveram quando trabalharam juntos no Barcelona.

Em 2009, Ibrahimovic deixou a Internazionale para se juntar ao Barça em uma transferência milionária: € 60 milhões mais a ida do camaronês Samuel Eto'o ao clube italiano. A expectativa criada em cima de Zlatan era a maior possível, já que o jogador vinha de grandes temporadas na Itália. No entanto, o mau relacionamento com Guardiola fez o craque sueco deixar o time catalão um ano depois.

"Eu marquei muitos gols em meus primeiro seis meses e venci duas Supercopas. Os primeiros seis meses foram perfeitos, então o técnico mudou de sistema, táticas e não funcionou para mim", afirmou Ibra, que defende a ideia de que Guardiola priorizava o craque da equipe blaugrana, Lionel Messi.

"Eu fui falar com ele. Estou aqui para conversar, se você acha que é por outro motivo, então não podemos falar. Eu disse: 'Eu acredito que você está sacrificando alguns em função de um jogador, Messi'. Ele disse: 'Eu não acho que esse é o caso, mas eu entendo o que você diz. Eu vou cuidar disso, não tem problema. Vou resolver tudo'. Eu pensei que seria bom", contou.

Ibra marcou 22 gols e deu 13 assistências em 46 jogos pelo Barcelona

De acordo com Ibra, a "solução" de Guardiola, após a conversa, foi colocá-lo na reserva. "No jogo seguinte eu estava no banco. Não disse nada, eu trabalho. Segunda partida, banco novamente. Eu pensei que ele resolveu bem e não estava falando comigo ou me explicando. Terceira partida, banco. Então, a quarta partida vem e banco de novo".

Por isso, o atacante avalia o treinador como "imaturo". "Eu acho que algo estava estranho. A partir desse momento, ele parou de falar comigo nem sequer olhou para mim. Eu entrava em uma sala e ele saía. Ele não era uma pessoa ruim, mas o mais imaturo [treinador] que tive, porque um homem resolve seus problemas", finalizou.

Atualmente, Ibrahimovic e Guardiola são rivais na Inglaterra. O atacante defende o Manchester United, enquanto o comandante está à frente do Manchester City, líder da Premier League. No último domingo (10), eles se enfrentaram, e Pep levou a melhor, vencendo o dérbi por 2 a 1, em Old Trafford, casa dos Reds Devils.